HIV/AIDS

Foi apresentado ontem pelo Ministério da Saúde o novo boletim epidemiológico de HIV/AIDS no Brasil. O novo relatório apresenta dados ainda mais alarmantes do que havia conhecimento até o momento. Um dos destaques da edição anual do documento ficou por conta do aumento do número de jovens infectados pelo HIV/AIDS. O relatório aponta que o número de pessoas infectadas, na faixa etária entre 20 e 24 anos, mais do que dobrou desde 2000.

Diante desses números preocupantes, uma grande campanha de conscientização, está sendo lançada pela marca de preservativos Jontex, em parceira com o Fundo PositHiVo, fundo privado nacional de sustentabilidade e um forte aliado no enfrentamento da AIDS e Hepatites Virais no Brasil. A RB, responsável pela marca Jontex, é co-fundadora do Fundo e colabora com a luta contra o HIV/AIDS. Para acessar o vídeo da campanha “Jontex: Intensifique seus prazeres, garanta o seu amanhã”, acesse o link https://goo.gl/cyA2qU.

HIV aos 15 anos

Preconceito de amigos, familiares e dificuldade para trabalhar e se relacionar foram desafios vividos por Pierre Feitas, 29 anos, morador de São Paulo (SP), que há 14 anos convive com HIV. Diagnosticado aos 15 anos, a vida de Freitas mudou completamente após contrair o vírus durante um relacionamento estável em uma única relação sexual desprotegida. “Eu sempre usava o preservativo. Porém, em determinado dia, após uma festa em que consumimos bebida alcoólica, acabamos não usando. Após algum tempo, apresentei imunidade baixa e algumas infecções intestinais que não eram sanadas. Com isso, meu médico pediu alguns exames, incluindo o de HIV, que na época demorava 15 dias para ficar pronto. Nesse intervalo, um amigo me chamou para uma testagem rápida de HIV, foi quando recebi o diagnóstico, que caiu como uma ‘bomba’ na minha vida”, relata Freitas.

Ser portador de HIV mudou completamente a vida do então adolescente de 15 anos. “Para mim, a notícia foi como uma sentença de morte. Associava a doença a um câncer e achava que não viveria por muito tempo. Lembrava do Cazuza com a fisionomia abatida, magra e quase irreconhecível nos últimos dias da vida dele, na década de 90. Minha mãe me mandou embora de casa após eu revelar, de uma vez só, a minha preferência sexual e o fato de ser soropositivo. Passei um tempo na casa de um amigo, tive que me afastar de pessoas do meu ciclo de amizades, além de enfrentar sérios problemas no trabalho, na escola, pois sofria com os efeitos colaterais da medicação que impactavam no meu sono e, consequentemente, interferiam no meu desempenho”, revela Pierre.

Após quase 15 anos de sofrimento, desafios e aprendizado, o discurso de Pierre Freitas corrobora com a necessidade da criação de mecanismos de ação que ampliem a prevenção do HIV/AIDS no Brasil, com destaque para a questão crucial que é a importância do uso, impreterível, do preservativo. “Tive que amadurecer do dia para a noite. Sofri e sinto na pele, até hoje, o preconceito e o peso de carregar o vírus. Já tive depressão, precisei trocar a medicação por três vezes, por conta de efeitos colaterais, presenciei o afastamento de amigos e familiares e perdi oportunidades valiosas de trabalho. Creio que falta informação personalizada e endereçada ao adolescente sobre prevenção e uso do preservativo. O público jovem ainda é carente de informação e, pior ainda, não tem a referência do HIV com a cara do Cazuza, que eu tive e, por isso, temi pela minha vida. Por mais que os tratamentos estejam avançados, viver todo dia com o vírus é muito difícil e sacrificante. Tomar remédio para o resto da vida, com risco de efeitos colaterais sérios, é algo muito complicado. Além disso, o HIV pode trazer outras complicações para a saúde do portador, além de sequelas emocionais e psicológicas que me acompanharão para sempre”, desabafa Pierre Freitas, 29 anos.

Cenário de HIV/AIDS

Em comparação com o ano passado, dados estatísticos que acabam de ser divulgados pelo Ministério da Saúde revelam um cenário ainda mais alarmante. Embora o número de pessoas diagnosticadas com HIV tenha diminuído, o percentual de indivíduos infectados aumentou expressivamente. Para se ter uma ideia, segundo o Boletim Epidemiológico de HIV e AIDS de 2015, do Ministério da Saúde, o Brasil tinha 781 mil pessoas infectadas pelo HIV, sendo que 20% delas, aproximadamente, não conheciam o diagnóstico.

Esta semana, o Ministério da Saúde anunciou um novo boletim, anunciando que o número de pessoas infectadas pelo HIV subiu para 827 mil pessoas no Brasil, sendo que 112 mil não têm o diagnóstico. O relatório anual do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/AIDS e das Hepatites Virais, ligado à Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, mostra ainda que 260 mil pessoas com HIV não se tratam, apesar de estar cientes de sua condição. Entre os jovens de 20 a 24 anos, nos últimos 10 anos, a taxa de detecção mais do que dobrou, passando de 16,2 casos por 100 mil habitantes, em 2005, para 33,1 casos em 2015.

Sobre o Fundo PositHiVo

O Fundo PositHiVo, Fundo de Sustentabilidade às Organizações da Sociedade Civil (OSC) que trabalha no campo do HIV/Aids e das Hepatites Virais, foi criado no ano de 2014 com uma missão muito especial: mobilizar recursos para financiar instituições que trabalham com a causa dessas enfermidades. Pelo País, são centenas de organizações da sociedade civil que se dedicam a fortalecer ações de prevenção, assistência e garantia dos direitos humanos das pessoas que vivem e convivem com HIV e com hepatites.

COMOÇÃO

O acidente aéreo envolvendo a delegação e dirigentes da Chapecoense, jornalistas brasileiros, tripulação e convidados comoveu o mundo da bola como em poucas vezes pôde ser observado na história. As pessoas de uma maneira geral, amantes do esporte ou não, se sensibilizaram com a tragédia e a comoção da torcida e da população de Chapecó foi novamente muito intensa. Os torcedores voltaram a lotar a Arena Condá na noite de quinta-feira, 1º/12, como fizeram na noite passada, em homenagem às 71 vítimas e aos seis sobreviventes do acidente.

Em vigília programada para o mesmo horário em que seria realizada a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, diante do Atlético Nacional, na Colômbia, cidadãos e gente relacionada à pequena cidade catarinense fizeram questão de dar uma demonstração de carinho e conforto à toda a tristeza instaurada com o ocorrido.

Bandeiras com figuras e nome dos jogadores, faixas, camisetas, fotografias, sinalizadores. O verde que deixou de colorir o mundo do futebol por alguns instantes voltou a abrilhantar e encher os corações de esperança, como se todos aqueles que faleceram estivessem em campo, prontos para mais um jogo. Em um dos momentos de maior emoção da noite, fotos de todos os integrantes da delegação alviverde bem como dos jornalistas acidentados apareceram no telão do estádio. A torcida repetia e saudava o nome de cada um como sempre faz antes do início das partidas.

Crianças da cidade, jogadores das categorias de base, familiares, amigos, ex-atletas, dirigentes. Dentro do gramado, a dor, o sofrimento, mas a esperança. Com os olhos no passado, mas também voltados a um bom futuro para o clube e para o sonho daqueles que se foram.

A cerimônia também contou com a participação dos integrantes do elenco que não puderam viajar por conta de lesão e por outras figuras ligadas ao clube. Uma destas figuras era o lateral direito e Campeão Brasileiro pelo Palmeiras Fabiano, prata da casa da Chape, que, também dentro do campo, não conteve a emoção.

Em meio ao nome dos jogadores vitimados e em estado de recuperação, aos cantos de incentivo e das orações que ecoavam pela Arena Condá, todos que estavam dentro do gramado deram uma volta olímpica, tomados pelas lágrimas e por toda a força vinda das arquibancadas. O padre Igor Damo, torcedor do Furacão do Oeste e pároco da catedral de Santo Antônio, realizou um culto ecumênico no centro do gramado.

Durante a cerimônia, ainda foi exibido um vídeo no telão do estádio feito pelo Atlético Nacional, que continha mensagens de força e apoio e arrancou aplausos dos Alviverdes. Além disso, ao mesmo tempo da celebração em Santa Catarina, o clube colombiano realizou algo parecido e igualmente grandioso no estádio Atanasio Girardot, em memória de todas as vítimas.

Depois de cerca de quatro horas de homenagens, desde que os primeiros torcedores e familiares chegaram à Arena, quando ainda era sol em Chapecó, a massa começou a deixar o estádio. Com olhares de tristeza no rosto, como jamais deixaram uma partida, mas com mais uma linda demonstração de afeto e de união.

A solenidade, porém, não deve ser a última e a Arena Condá pode voltar a receber todos que estão mobilizados com o acidente no próximo domingo, 4/12, às 17h, quando seria realizada a última rodada do Campeonato Brasileiro.

BOLETIM ALERR

O fim do ano se aproxima e com o recesso escolar se inicia o período de matrícula para o ano letivo de 2017. Os pais e responsáveis de alunos podem ficar despreocupados quanto a rematrícula. É que a Lei 1.101/2016, de autoria do deputado estadual Mecias de Jesus (PRB) e aprovada em agosto deste ano, garante a vaga dos alunos da rede estadual de ensino para série seguinte, independente de rematrícula, salvo em casos solicitados pelos pais ou responsáveis.

A Secretaria Estadual de Educação e Desportos (Seed) deverá estipular, em calendário, com um prazo para que os responsáveis se manifestem, e caso isso não seja feito, a rematrícula será automática.

O parlamentar explicou que a matrícula só não é automática se o aluno mudar de escola.

ATÉ QUE ENFIM…

Oito ministros Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram aceitar denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em 2013 contra Renan Calheiros (PMDB-AL) pelo crime de peculato. Com isso, o presidente do Senado se tornou réu.

Apesar de aceitar a denúncia por peculato, a Corte também entendeu, seguindo voto do relator, ministro Edson Fachin, que as acusações de falsidade ideológica e uso de documento falso prescreveram em 2015, oito anos depois de a infração ter sido cometida.

Votaram a favor os ministros Edson Fachin (relator), Luís Roberto Barroso, Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux, Marco Aurélio Melo, Celso de Mello e a presidente do STF Cármen Lúcia. 

Os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votaram pela rejeição total da denúncia por entenderem que não há indícios para a abertura de ação penal.

A Corte julgou na tarde de quinta-feira, 1º/12, denúncia na qual Renan é acusado de usar um lobista de uma empreiteira para pagar pensão a uma filha que teve fora do casamento. O peemedebista também é acusado de ter adulterado documentos para justificar os pagamentos. O caso foi revelado em 2007. Na época, as denúncias levaram à renúncia do cargo de presidente da Casa.

SUSPENSA

A Venezuela foi formalmente suspensa do Mercosul após as ameaças feitas nas últimas semanas pelos demais países-membros do bloco econômico.

Apesar de não ter sido feito um anúncio oficial, fontes das chancelarias de Brasil, Paraguai e Buenos Aires confirmaram a informação à diversos veículos de imprensa. É esperado que ainda nesta sexta-feira (2/12) seja oficializada a notícia.

A suspensão de Caracas tem como base a falta de aprovação de 112 resoluções e quase 300 parâmetros solicitados como base para entrar no Mercosul. A presidência interina do bloco havia dado um ultimato ao presidente Nicolás Maduro para ajustar-se a isso até o dia 1º de dezembro.

Maduro, por sua vez, acusa Brasil, Argentina e Paraguai de querem dar “um golpe” de direita no bloco sul-americano e disse ser alvo de perseguição dos outros países-membros. O mandatário chegou até a convocar os sindicatos e a população venezuelana para “defender” o Mercosul.

ENERGIA

Parlamentares da bancada federal, senadores e lideranças indígenas estiveram reu­ni­dos na quinta-feira, 1º/12, com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, em Brasília, para dar prosseguimento às negociações em torno das alternativas de pres­tação de serviço após o fim do prazo de concessão de funcionamento da Companhia Ener­gética de Roraima (Cerr), prorrogado até a zero hora do dia 1º de janeiro de 2017, conforme portaria ministerial. Para que uma solução definitiva para o impasse seja encontrada no mais breve tempo possível, um grupo de trabalho foi constituído e começa a trabalhar imediatamente.

A intenção do governo é transferir a responsabilidade pela prestação do serviço público de distribuição de energia elétrica no interior do Estado, para a Boa Vista Energia S.A, mas, os marcos da regulamentação do processo de transição ainda estão sendo definidos.

VIAJAR

Seja qual for seu estilo de férias preferido, a verdade é que viajar traz muita felicidade. Uma pesquisa mundial encomendada pela Booking.com, líder mundial em conectar viajantes com a maior variedade de lugares incríveis para se hospedar, revelou que viajar faz tão bem, que nós consideramos planejar e viajar de férias mais essencial para nossa felicidade do que grandes eventos da vida – como o dia do nosso próprio casamento (49%), um encontro romântico (51%), conseguir um novo emprego (50%), noivado (45%) e até mesmo ter um(a) filho(a) (29%). Além disso, 77% das pessoas dizem sair de férias no momento exato em que precisam de uma dose de felicidade.

A pesquisa, que ouviu 17.000 pessoas de 17 países, revelou que, para a maioria, experiências de viagem proporcionam uma felicidade mais duradoura do que bens materiais (70%). O que explica por que a maior parte das pessoas (56%) prioriza viagens de férias a bens como roupas, joias e eletrônicos, enquanto quase metade (48%) acha viagem mais importante do que reformas e melhorias na casa.

Para ler a pesquisa completa, visite https://news.booking.com/pt-br/.

ENCERRAMENTO

Foi encerrado na última quarta-feira, 30/11, o Mutirão do Júri Popular (Meta da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública – Enasp) no Poder Judiciário de Roraima. A ação foi realizada nas duas varas do Júri da Capital e também nas comarcas do interior.

O mutirão é uma iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e do Ministério da Justiça (MJ), órgãos que compõem a Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (ENASP), grupo que tem como objetivo promover a articulação dos órgãos responsáveis pela segurança pública, reunir e coordenar as ações de combate à violência, e traçar políticas nacionais sobre o tema.

O mutirão teve início no dia 3 de novembro e foi encerrado na quarta-feira, 30. Nas duas varas de competência do júri da comarca de Boa Vista foram realizadas 30 sessões de julgamento de júri popular, sendo 15 na 1ª e 15 na 2ª Vara.

Das sete comarcas do interior, apenas as comarcas de Pacaraima, Rorainópolis e Mucajaí promoveram sessões de julgamento, sendo realizadas seis ao todo. De acordo com a juíza coordenadora do mutirão, Lana Leitão, é normal que esse número seja menor no interior, até mesmo em razão da existência de menos processos de crimes dolosos contra a vida.
A magistrada informou ainda, que nesse período, além das sessões de júri, foram realizadas audiências, despachos, decisões e diligências referentes à meta.

HOMENAGEM

maria-bethania-meus-quintais-foto-gringo-cardia

Foto – Divulgação

Maria Bethânia vai virar livro. Em homenagem aos 70 anos da cantora e dos seus 50 anos de carreira, Bia Lessa preparou um livro fotográfico com cerca de 400 imagens de sua trajetória, além de fotos do Recôncavo e de Santo Amaro da Purificação – onde ela nasceu.

Uma das fotos mais emblemáticas da obra é a de um palco construído em cima de uma caixa d´água na casa de Dona Canô, cenário de festas cheias de alegria no melhor estilo baiano.

Além de fotografias, o livro conta uma seleção de textos de Maria Lucia Montes, Lillian Schwartz e Jorge Mautner. O texto de abertura é um trecho do livro “O Povo Brasileiro”, de Darcy Ribeiro. O livro “Então, Maria Bethânia” chega às livrarias em meados de dezembro.

G 20

Na quinta-feira, 1º/12, a Alemanha irá assumir a Presidência do G20, grupo que reúne as lideranças das 20 maiores potências mundiais, e um dos principais objetivos do país europeu deverá ser manter a cooperação internacional, que pode sofrer grandes desgastes com a entrada do polêmico e controverso Donald Trump na Casa Branca no próximo ano.
 
Com a saída de Barack Obama da Presidência dos Estados Unidos, a chanceler alemã, Angela Merkel, que em 2017 tentará um quarto mandato, deve assumir, além da liderança do G20, o lugar de autoridade deixado pelo atual mandatário norte-americano na “aliança” entre os países ocidentais.  
  
Com o slogan “Shaping a Interconnected World” (“Formando um Mundo Interconectado”), a Alemanha quer ampliar a globalização e melhorar a relação entre os países do grupo e a cooperação internacional, o que poderá ser difícil com Trump na presidência dos EUA. Como nos últimos anos, as reuniões do G20 devem abordar temas como acordos comerciais e a questão climática no mundo, assuntos nos quais a Alemanha poderá bater de frente com o novo governo norte-americano. No primeiro tema, isso deve acontecer em grande parte devido às declarações polêmicas de Trump sobre a China, país-membro do grupo e que para o republicano está “matando” o país economicamente, e às suas promessas de tirar os EUA do Tratado Trans-Pacífico e do Nafta. 

Já sobre o segundo tema, mesmo Trump já tendo falado que iria manter a “mente aberta” sobre as questões relacionadas às mudanças climáticas, o futuro presidente norte-americano já atacou várias vezes durante sua campanha o Acordo de Paris, afirmando que o dinheiro que seria usado para ações relacionadas ao documento seria destinado às empresas norte-americanas.  
  
Ainda sobre o assunto, Trump já disse que o aquecimento global é algo inventado pelos chineses parar frear a economia do país.

DELAÇÕES

Em sua delação premiada, Marcelo Odebrecht teria afirmado que a ex-presidente Dilma Rousseff nunca pediu recursos para ela mesma. As informações são do Estado de S. Paulo. A nota afirma ainda que Marcelo Odebrecht teria dito que ela tinha conhecimento de todo o esquema da Petrobrás.

Emilio Odebrecht, filho do fundador da empresa, Norberto, assinou o acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato. Executivos da empreiteira já começaram a assinar os acordos, na quinta-feira (1º/12). No total, 77 executivos e ex-executivos fecharão acordos com o Ministério Público Federal no âmbito da Operação Lava Jato, inclusive o ex-presidente Marcelo Odebrecht.

Devido ao alto número de delatores, a etapa de assinaturas só deve terminar na sexta-feira. A delação da Odebrecht é a mais aguardada da Lava Jato, já que documentos encontrados na empresa relacionam mais de 200 políticos.

Também na quinta-feira, a Odebrecht começou a assinar, em Curitiba, o acordo de leniência com os procuradores da Lava Jato. A empreiteira se compromete a pagar uma multa de R$ 6,7 bilhões em 20 anos. O dinheiro será dividido entre o Brasil, que ficará com a maioria do montante, Estados Unidos e Suíça.

O acordo de leniência permite que a empresa possa continuar sendo contratada pelo poder público. Também retira um entrave à contratação de empréstimos junto a instituições financeiras.

As autoridades americanas exigiram o aumento de pelo menos US$ 50 milhões no montante que será transferido para o país, além de mudanças nas condições de pagamento.

A próxima etapa será a homologação do acordo pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki.  Os executivos deverão prestar depoimentos detalhando os fatos relatados de forma resumida até o momento.

THE WALL

Em seu primeiro comício após ser eleito presidente dos Estados Unidos, o magnata Donald Trump voltou a afirmar que construirá um muro na fronteira com o México.

O presidente eleito, no entanto, voltou a pedir a união dos norte-americanos, lembrando que o período eleitoral já passou.

Trump ainda se defendeu das críticas de que está formando um governo de bilionários, nomeando apenas pessoas que possuem um alto poder aquisitivo.

COOPERAÇÃO

Na quarta-feira, 30/11, a reitora do Instituto Federal de Roraima (IFRR), Sandra Mara Botelho, recebeu uma comitiva de Lethem, cidade da Guiana Inglesa que faz fronteira com o Brasil, para tratar sobre futuros projetos de cooperação na área educacional.

Entre os presentes estavam o governador da Região 9 da Guiana, da qual Lethem é a Capital, Brian Allicock; o prefeito executivo de Lethem, Carl Parker; e a vice-cônsul do Brasil em Lethem, Lisa Mary Sousa dos Reis, que apresentou as demandas trazidas pelos dirigentes. 

A principal foi relativa à oferta de um curso de Português para estrangeiros, que propiciaria o intercâmbio mútuo de experiências desenvolvidas em cada país, o aprendizado em contextos reais e a disseminação das línguas portuguesa e inglesa nas escolas. 

Também participaram da reunião o diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica e o assessor de Relações Internacionais do IFRR, Vinícius Tocantins e Miguel Félix, respectivamente, além do representante da Universidade Federal de Roraima (UFRR), Antonio Aparecido Giocondi. 

CIFRAS

Matéria publicada na quarta-feira (30/11) pelo The Telegraph conta que com rendimento de US$ 170 milhões, Taylor Swift foi a mulher mais bem paga do mundo da música em 2016, de acordo com a revista Forbes. 

A reportagem diz que no ano passado a cantora de “Bad Blood” havia ficado em segundo lugar no ranking da Forbes atrás de Katy Perry, com um ganho estimado em US$ 80 milhões.

Adele ficou em segundo lugar na lista deste ano com US$ 80,5 milhões em ganhos, seu melhor resultado até hoje. Adele, cujo álbum “25″ rapidamente se tornou o mais vendido do mundo em 2015, manteve o sucesso nas vendas de álbuns este ano, além de arrecadar milhões de dólares por noite em suas apresentações ao vivo.

The Telegraph acrescenta que Madonna, que foi a cantora com os maiores ganhos em 2013, mas ficou em terceiro neste ano. Sua recente turnê “Rebel Heart” arrecadou US$ 170 milhões, elevando seu total na carreira para 1,4 bilhão de dólares, de acordo com a revista.

AQUISIÇÃO

A Fandango, a principal rede digital para filmes de todos os tipos nos EUA, anunciou na quinta-feira, 1º/12, a expansão de suas operações na América Latina, um dos mercados de cinema de crescimento mais rápido globalmente, com a aquisição da principal fornecedora online de ingressos de cinema da região, a Cinepapaya. Após a aquisição, no ano passado, da Ingresso.com no Brasil, e com a venda de ingressos aumentando 30% em comparação com o mesmo período do ano anterior, a aquisição da Cinepapaya irá quase dobrar o alcance da empresa aos consumidores da região e ampliar os negócios de venda de ingressos para outros sete países: México, Argentina, Colômbia, Peru, Chile, Equador e Bolívia.

De acordo com a Motion Picture Association of America, a bilheteria de cinema na América Latina cresceu 13% em 2015, com 3,4 bilhões de dólares em vendas e aumentou 31% desde 2011. Com base em um estudo sobre a venda de ingressos online, publicado no início deste ano pela Grand View Research, a participação de mercado da venda de ingressos de cinema online na América Latina deve crescer a uma taxa composta  anual de mais de 16% até 2022.

A Cinepapaya, sediada no Peru, envolve milhões de frequentadores de cinema na América Latina com conteúdo relacionado a filmes e uma rede social ativa, que promove a venda de ingressos em sua plataforma online e em aplicativos móveis populares, com suporte para todos os principais sistemas operacionais, incluindo iOS, Android, Windows Phone e outros.

A Cinepapaya também oferece uma solução de e-commerce pronta para uso para proprietários de salas de cinema, incluindo soluções de fornecimento e pagamento de ingressos, validação de ingressos e pacotes de softwares de inteligência empresarial. Entre os  clientes da Cinepapaya, estão a Cinemark, Cinepolis, Cine Colombia, Cinestar e Cine Pavilion
A Movile, que tinha participação minoritária na Cinepapaya, encerra suas atividades junto à empresa com a aquisição.

VESTIBULAR

A CPCV (Comissão Permanente de Concurso e Vestibular) da UERR (Universidade Estadual de Roraima) divulgou os locais das provas do Vestibular 2017 e a concorrência de cada curso. O de Direito teve 1.142 inscritos e cada vaga será disputada por 36,48 na concorrência ampla e 2,75 por pessoas com deficiência.

Ao todo, 3.526 se inscreveram para o certame, que acontece neste domingo, dia quatro. Neste vestibular, a UERR está oferecendo 660 vagas, 75 destinadas às pessoas com deficiência, em 19 cursos para Boa Vista e Rorainópolis.

Os candidatos devem acessar o site www.uerr.edu.br, no link VESTIBULAR, para conferir os locais das provas. No mesmo endereço também está disponível a concorrência de cada curso, para concorrência ampla e PNE.

As provas serão realizadas na modalidade tradicional, composto por provas Objetiva e Discursiva (Redação). Este ano os candidatos puderam optar por um segundo curso no momento da inscrição.

Os cursos ofertados são: Administração, Agronomia, Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciências Naturais, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Florestal, Filosofia, Geografia, História, Letras, Matemática, Química, Segurança Pública, Serviço Social e Turismo.

Os cinco cursos mais concorridos são, na ampla concorrência: Bacharelado em Direito (Boa Vista), 1131 inscritos, 36,48 candidatos por vaga; Bacharelado em Enfermagem (Boa Vista), 705 inscritos, 26,11 por vaga; Licenciatura em Educação Física (Boa Vista), 221 inscritos, 7,13 por vaga; Bacharelado em Serviço Social (Boa Vista), 187, com 6,03 candidatos por vaga; Bacharelado em Ciências Naturais (Rorainópolis), com 173 inscritos e 5,58 candidatos por vaga.

CIDADES

A Bloomberg Philanthropies anunciou nesta quinta-feira, 1º/12, os ganhadores do Mayors Challenge de 2016. Trata-se de uma competição de ideias que incentiva cidades a elaborar ideias inovadoras que possam resolver grandes desafios e melhorar a vida na cidade – e tenham o potencial de se difundir. Após um ano inteiro no processo de competição, junto às demais participantes, cinco cidades foram eleitas as vencedoras, com base em quatro critérios: a visão e a criatividade da sua ideia, o seu potencial de impacto, a sua transferibilidade e a sua viabilidade de implementação.

A cidade de São Paulo foi agraciada com o Grande Prêmio deste ano e irá receber US$5 milhões para a sua proposta de conectar agricultores locais dos arredores da cidade, que passam por dificuldades, aos dinâmicos mercados e restaurantes da cidade, que necessitam de produtos orgânicos. Prêmios também foram conferidos para Bogotá, na Colômbia, pela sua proposta de repensar o transporte escolar de crianças; Guadalajara, no México, na luta contra a corrupção nos licenciamentos e no uso do solo; Medellín, Colômbia, no combate a concessões de empréstimo ilegais e na promoção da inclusão financeira; e Santiago do Chile, pela sua abordagem de base comunitária na redução da obesidade infantil. Cada uma destas quatro cidades receberá US$1 milhão e um forte suporte de implementação para dar vida às suas propostas.

A região da América Latina e do Caribe teve a maior taxa de participação na história do Mayors Challenge – 290 cidades representando 19 países por toda a região responderam ao convite em janeiro e enviaram propostas em abril. A Bloomberg Philanthropies e um comitê de seleção de 13 especialistas em inovação e política conduziram, a seguir, uma intensa análise das ideias, para selecionar vinte finalistas para seguir adiante na competição. Durante um período de quatro meses, as finalistas participaram de um robusto programa de apoio para desenvolver suas propostas. Durante esse período, elas participaram do Ideas Camp – um workshop intensivo de dois dias em Bogotá, na Colômbia, onde elas trabalharam com os principais especialistas em inovação e com as demais cidades para refinarem suas ideias.

As vencedoras de 2016 apresentam uma interessante mistura de geografias e questões importantes da região. Elas também compartilham temas fundamentais: o uso sofisticado de tecnologia e de dados para permitir maior impacto; a priorização das necessidades e experiências dos cidadãos; e uma confiança em parcerias que potencializem a sustentabilidade e o compromisso local. Juntas, essas ideias ousadas e as soluções desenvolvidas refletem desafios complexos por que passam as cidades desta região, e de outras também:

São Paulo (prefeito Fernando Haddad e prefeito eleito João Dória) – crescimento do rendimento dos agricultores, redução da expansão urbana

Os agricultores locais na periferia urbana de São Paulo lutam para comercializar seus produtos e ganhar a vida. Eles muitas vezes acabam por vender suas terras para empreendimentos imobiliários, o que favorece a expansão urbana e afeta o abastecimento de água da cidade. Com uma solução digital simples e elegante, São Paulo conectará os agricultores locais a restaurantes e mercados da cidade que necessitam de produtos orgânicos. O programa ajudará os agricultores familiares a serem mais rentáveis, irá promover o uso sustentável da terra e proteger o abastecimento de água da cidade.

Bogotá (prefeito Enrique Peñalosa) – criação de um transporte escolar mais seguro, mais curto e mais atraente para a juventude de Bogotá

Em Bogotá, 1,5 milhões de crianças enfrentam trajetos excessivamente longos para ir e voltar da escola. A iniciativa “Primeiro as crianças” de Bogotá irá garantir a segurança e encurtar o tempo dos trajetos com corredores específicos aos ônibus de escola, novas zonas de pedestres e um sistema de compartilhamento de bicicleta. A cidade também irá transformar a tediosa viagem diária em uma experiência educacional enriquecedora e divertida, com a ajuda de voluntários e jogos on-line, que as crianças poderão jogar enquanto caminham ou tomam o ônibus para a escola.

Guadalajara (prefeito Enrique Alfaro Ramírez) – luta contra a corrupção através da transparência no uso do solo
Guadalajara combaterá a corrupção através da construção de um site que faz com que o processo de licenciamento de construções seja altamente transparente. Ele irá publicamente mapear nomes de empresas, planos, licenças e pagamentos, dando a empresas particulares e às comunidades uma vital previsibilidade, e fornecendo aos cidadãos visibilidade do processo. Isto não apenas reduzirá a corrupção, mas também irá incentivar a cidade na adesão aos regulamentos de zoneamento e fomentar o seu planejamento urbano, historicamente fraco.

Medellín (prefeito Federico Gutiérrez) – viabilização de fundos de empréstimos por bairros, reduzindo os empréstimos ilegais

Agiotas exploram a população pobre de Medellín, oferecendo empréstimos de curto prazo a juros elevados, quando esta parcela da população não consegue ganhar dinheiro suficiente para as despesas essenciais. A cidade vai começar uma série de fundos de empréstimo por bairro, onde os moradores juntam recursos e fazem pequenos empréstimos uns aos outros – lutando contra a criminalidade e promovendo a inclusão financeira entre os cidadãos mais vulneráveis. O crime violento é um dos problemas mais críticos enfrentados pelas cidades em toda a região, e Medellín está demonstrando que os prefeitos podem assumir a liderança em salvaguardar a segurança dos cidadãos.

Santiago (prefeito Carolina Tohá Morales e prefeito eleito Felipe Alessandrini) – engajar comunidades escolares para reduzir a obesidade infantil

Santiago usará competições para mobilizar comunidades escolares inteiras – estudantes locais, seus pais, professores e organizações sem fins lucrativos – em atividades que comprovadamente reduzem a obesidade. Santiago é uma das primeiras cidades a utilizar competições para melhorar os resultados de saúde pública. Salas de aula ganharão pontos quando adotarem estratégias comprovadas, tais como caminhar para a escola ou preparar lanches saudáveis; pontos que poderão então converter para recompensas como novos playgrounds.

A Bloomberg Philanthropies aprofundará seu investimento na fase inicial, em ideias inovadoras e no compromisso de reforçar os laços entre os inovadores públicos da região. Às 15 finalistas restantes do Mayors Challenge será oferecido um novo programa de apoio com um envolvimento peer to peer, treinamentos e incentivos financeiros para cidades que deem seguimento às suas ideias dentro dos próximos seis meses.

O Mayors Challenge de 2016 é o primeiro oferecimento de Government Innovation (Inovação Pública) da Bloomberg Philanthropies na América Latina e no Caribe. O Government Innovation equipa prefeitos e outros líderes da cidade com as ferramentas e técnicas de que precisam para solucionar desafios urbanos e melhorar a vida dos cidadãos.

Para além da busca das melhores ideias, a competição foi projetada para apresentar a centenas de líderes das cidades novas estratégias e ferramentas que podem ajudá-los a melhor atender às necessidades dos cidadãos, durante a competição e depois também. Quando perguntados, 98% dos líderes das cidades disse que participar como finalista no Mayors Challenge foi uma experiência única, e 92% disse que eles já puderam compartilhar novas habilidades ou ferramentas do Mayors Challenge com funcionários da cidade que não estão envolvidos na competição.

O anúncio dos vencedores foi realizado nesta quinta-feira, na WeWork Varsovia na Cidade do México.

BMW

Durante a exposição da Art Basel em Miami Beach deste ano, o BMW Art Car por John Baldessari celebrou sua première mundial, em 30 de novembro. O 19º veículo da BMW Art Car Collection foi projetado pelo mestre americano de arte conceitual e apresentado na presença do próprio artista, do presidente e CEO da BMW da América do Norte, Ludwig Willisch, e do diretor da BMW Mortorsport, Jens Marquardt, no Jardim Botânico de Miami Beach. O BMW M6 GTLM de John Baldessari, um carro de corrida que atinge a velocidade de 300 km/h, dependendo do autódromo, com 585 hp, ficará em exposição pública até o encerramento da Art Basel.

Foto: Divulgação

Após 40 anos de tradição da BMW Art Cars, a “escultura rodante” de John Baldessari será testada em um autódromo na Rolex 24 de DAYTONA, em 28 e 29 de janeiro de 2017. Bill Auberlen (EUA), Alexander Sims (Grã-Bretanha), Augusto Farfus (Brasil) e Bruno Spengler (Canadá) irão se revezar na pilotagem do BMW Art Car no próximo ano.

Desde 1975, artistas internacionais, tais como Alexander Calder, Andy Warhol e Jeff Koons, vêm criando BMW Art Cars com base em automóveis contemporâneos da BMW.

Para mais informações, por favor, visite http://www.press.bmwgroup.com/

CLIMA

A poucos dias da entrada em vigor do acordo de Paris e após a conferência COP 22, a Legrand anunciou que se unirá a duas importantes iniciativas internacionais para lutar contra o aquecimento global. O programa Science Based Targets estimula as empresas a se comprometerem com metas específicas para reduzir suas emissões de CO2. Já a Global Alliance for Energy Productivity, que luta contra as mudanças climáticas, é uma aliança internacional que busca aprimorar os níveis de intensidade energética. Participar dessas duas iniciativas reforça o histórico da Legrand de comprometimento com a limitação do impacto ambiental causado por suas empresas.

Há muito tempo a Legrand tem o compromisso de preservar o meio-ambiente, que é uma das bases do compromisso de RSC do grupo. Essa abordagem responsável permitiu que a empresa reduzisse seu consumo de energia em mais de 7% em dois anos, entre 2013 e 2015. Além disso, desde 2011 a Legrand divulga sua pegada de carbono todos os anos. O grupo ainda deseja começar a incluir gradualmente o preço de uma tonelada de dióxido de carbono em seu processo de tomada de decisões operacionais, principalmente em relação às despesas de capital. E como 40% do consumo de energia mundial ocorre em edifícios[1], a Legrand desenvolveu soluções de eficiência energética que devem evitar 1,5 milhão de toneladas de emissão de CO2 de 2014 a 2018.

Avançando

Agora, ao se unir ao programa Science Based Targets, que tem o apoio da WWF, do Pacto Global das Nações Unidas, do World Resources Institute (Instituto de Recursos Mundiais) e do Carbon Disclosure Project, a Legrand decidiu dar mais um passo. Para que o aquecimento global se limite a, no máximo, 2 graus, o programa convoca empresas do mundo todo para que se comprometam publicamente com as metas de redução de emissão de gases de efeito estufa.
Assim, a Legrand passa de uma meta de redução de consumo de energia para uma meta expressa em termos de contenção das emissões de CO2.

Unir-se ao programa Science Based Targets significa que a Legrand se compromete publicamente ao lado de outras 200 empresas globais importantes. Ao mesmo tempo, seu apoio à Global Alliance for Energy Productivity e sua meta de promover uma intensidade energética mais baixa em todo o planeta são outra comprovação do compromisso da Legrand com a preservação do meio ambiente.