ENTREVISTA – ARARIBOIA CASTELO DE SOUZA BRANCO, proprietário da Padaria Arariboia, localizada na avenida Benjamin Constant, no bairro de São Vicente, em Boa Vista…

0
89

ARARIBOIA CASTELO DE SOUZA BRANCO, 77 anos, roraimense, empresário, é o fundador e proprietário da padaria Arariboia, a mais antiga em funcionamento de Boa Vista e quiçá do estado de Roraima, é natural da região do Taiano, chegou em Boa Vista aos 5 anos de idade e nunca mais saiu da capital. Pai de 6 filhos sendo um já falecido, é também viúvo. É do signo de Leão. Já foi ajudante de pedreiro e aos 18 anos começou a trabalhar com panificação.
TR – Como começou a sua história de empreendedorismo?
ARARIBOIA CASTELO DE SOUZA BRANCO – Depois de aprender a arte que é fazer pão, na padaria do senhor Adauto, e ainda ter trabalhado na padaria do senhor Ramiro Barrudada, onde outrora era a Cimex, e ter sido sócio numa padaria juntamente com o Adamor Menezes, cuja parceria terminou de forma muito amigável. Na década de 70 do século passado, resolvi abrir a minha própria padaria e desde então continuo na labuta quando posso.

TR – Foi a realização de um sonho fundar a sua padaria?
ARARIBOIA CASTELO DE SOUZA BRANCO -Sim, pois sempre gostei de trabalhar fazendo pão.

TR – E como o senhor vê hoje aos 77 anos, o seu sonho ser a padaria mais antiga em funcionamento em Boa Vista?
ARARIBOIA CASTELO DE SOUZA BRANCO – Eu fico aqui sentado olhando o funcionamento do meu sonho, na minha idade. Muitas vezes tenho muita vontade de ainda trabalhar mais firme, mas a idade não mais me permite.

TR – Quais os planos para o futuro?
ARARIBOIA CASTELO DE SOUZA BRANCO – Tenho o que é hoje um sonho, de abrir filiais da padaria em outros bairros. Mas a situação econômica a qual o país vive, e consequentemente, o estado de Roraima, torna-se inviável. E repassar para os netos a profissão de padeiro e a continuação do negócio.

TR – A profissão padeiro parece desaparecer aos poucos, porque os jovens não querem mais serem padeiros . Qual seria a solução?
ARARIBOIA CASTELO DE SOUZA BRANCO – No nosso caso, digo da nossa padaria, quero repassar o aprendizado aos netos para que continuem a fazer os pães com a mesma qualidade artesanal. Assim dar continuidade aos negócios, como disse anteriormente.

TR – A procura por produtos integrais cada vez mais estão sendo procurados. A sua padaria pretende entrar nesta onda?
ARARIBOIA CASTELO DE SOUZA BRANCO – A minha vontade é muito grande, mas dai teríamos que adquirir maquinário e pra isso é necessário capital. Então fica só na vontade mesmo, pois a situação econômica não permite.

TR – Roraima é:
ARARIBOIA CASTELO DE SOUZA BRANCO – um lugar muito especial, bacana e muito importante, é onde nasci, me criei. Mas antigamente era muito melhor do que hoje. A situação econômica era bem melhor, girava mais dinheiro na nossa economia.

TR – O senhor poderia deixar uma mensagem pra quem está começando a trabalhar com panificação.
ARARIBOIA CASTELO DE SOUZA BRANCO – Primeiro amar, gostar de fazer o que está trabalha e fazer ainda o pão de forma manual, é mais trabalhoso, porém é mais gostoso. Sei que existe máquinas que confeccionam, mas a forma artesanal ainda apresenta mais qualidade e é como disse mais saboroso.