NOTÍCIAS INTERNACIONAIS – Após o atentado terrorista ocorrido no último sábado (3/6) em Londres, a disputa eleitoral na Grã-Bretanha ficou ainda mais imprevisível entre o Partido Conservador e o Trabalhista…

0
92

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS

MÃOZINHA

Uma das maiores varejistas da Europa vai se juntar a Heidi Klum para marcar com grande estilo sua estreia nos Estados Unidos: a alemã Lidl, que possui mais de 10 mil supermercados no continente e vai abrir 10 lojas no país ainda neste mês, além de pelo menos outras cem até o fim do ano, contratou a ex-modelo para lançar uma linha de roupas e acessórios com preços acessíveis.

Ex-Angel da Victoria’s Secret, Heidi, que é alemã, faz mais sucesso hoje em dia como jurada no talent show “America’s Got Talent”, que a transformou em uma das personalidades mais conhecidas da TV americana, o que justifica a parceria. O contrato que ela fechou com o Lidl também se estende aos outros 27 países onde a empresa opera, mas o foco é o mercado americano.

Heidi já possui uma linha de lingerie que é vendida nos Estados Unidos por grandes redes como a Macy’s e a Bloomingdales, mas com preços mais salgados. Ela também lançou há alguns anos uma marca de roupas esportivas em sociedade com a New Balance, a HKNB, que é vendida exclusivamente na internet pela Amazon.

Heidi Klum
Foto – Getty Images

_____________________________________________________________________

PLEITO

Após o atentado terrorista ocorrido no último sábado (3/6) em Londres, a disputa eleitoral na Grã-Bretanha ficou ainda mais imprevisível entre o Partido Conservador e o Trabalhista.

Na segunda-feira (5/6), o líder dos trabalhistas, Jeremy Corbyn, pediu a renúncia da premier Theresa May por conta da redução do valor destinado às forças de segurança.

Segundo Corbyn, ela “precisa renunciar” por conta de sua liderança nos projetos para cortar verbas das forças policiais “desde quando era ministro do Interior”.

Contando com o último ocorrido no sábado, foram três ações reivindicadas por terroristas, sendo duas em Londres e uma em Manchester só em 2017. Quase 40 pessoas morreram nesses atentados.

_____________________________________________________________________

SACRIFICANDO

Qualquer pessoa que queira sacrificar um cão, mesmo ele estando saudável e não sendo de responsabilidade da pessoa que o levou até o local, deve apenas apresentar uma cópia de algum documento de identificação oficial, preencher um formulário e pagar uma taxa de 69 pesos, o equivalente a 12 reais.

De acordo com uma investigação realizada pelo Diário Reforma, os funcionários destes centros não fazem muitas perguntas a respeito do animal quando o recebem, bastando dizer que já não é possível cuidar da mascote para que esta seja sacrificada.

O fato tem indignado muitas organizações civis defensoras dos direitos dos animais que têm buscado realizar ações de conscientização sobre o direito à vida.

Para assinar a campanha #SacrificioCero acesse: http://www.sacrificiocero.com/

Foto – Diario de Mexico