NOTÍCIAS INTERNACIONAIS – Alta representante da UE para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Federica Mogherini Foto – EPA/Andrej Cukic/Agência Lusa/Arquivo A União Europeia (UE) anunciou nesta quarta-feira (2/8) que não reconhece a Assembleia Constituinte promovida pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, por dúvidas sobre a sua legitimidade e advertiu que intensificará sua resposta se as autoridades do país “seguirem destruindo os princípios democráticos”. A informação é da agência EFE…

0
57

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS

NÃO RECONHECE

A União Europeia (UE) anunciou nesta quarta-feira (2/8) que não reconhece a Assembleia Constituinte promovida pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, por dúvidas sobre a sua legitimidade e advertiu que intensificará sua resposta se as autoridades do país “seguirem destruindo os princípios democráticos”. A informação é da agência EFE.

A UE e seus Estados-membros “não podem reconhecer a Assembleia Constituinte da Venezuela pela preocupação quanto à sua efetiva representatividade e legitimidade”, apontou a alta representante da União Europeia para a Política Exterior, Federica Mogherini, em um comunicado em nome dos 28 países do bloco.

Na nota, os países da UE pedem que Maduro tome “medidas urgentes para retificar o curso dos eventos” e apontam que “estão dispostos a intensificar a sua resposta, caso os princípios democráticos sigam sendo minados e a Constituição venezuelana não seja respeitada”.

_____________________________________________________________________
CONVOCAÇÃO

A Aliança Opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) confirmou nesta quarta-feira (2/8) a convocação para amanhã de uma manifestação contra a Assembleia Nacional Constituinte, eleita no domingo (30) entre protestos dos cidadãos e a rejeição da comunidade internacional. A informação é da Agência EFE.

“A Unidade Democrática ratifica a Mobilização contra a Instalação de Fraude Constituinte nesta quinta-feira (3). Vamos defender a Constituição!”, anunciou no Twitter a MUD, que organizou inúmeros atos contra uma Constituinte considerada tentativa de “consolidar a ditadura” do chavismo.

A manifestação estava prevista para hoje em um primeiro momento. Espera-se que coincida com a instalação amanhã da Constituinte no Palácio Federal Legislativo, segundo o calendário anunciado por órgãos estatais, que não foi confirmado pelas autoridades.

_____________________________________________________________________
LANÇAMENTO

Os Estados Unidos lançam nesta quarta feira  (2/8) um míssil balístico intercontinental não armado na base da Força Aérea de Vandenberg, na Califórnia. O teste ocorre em um momento de tensão por conta do lançamento de um míssil do mesmo tipo feito pela Coreia do Norte na sexta-feira passada.

O lançamento está previsto para acontecer nessa quarta-feira, entre as 12h e as 18h (entre 16h e 20h em Brasília), informou na terça-feira, (1º) a base de Vanderberg. O propósito deste teste, como o dos anteriores do mesmo programa, é “validar e verificar a efetividade, preparação e precisão do sistema”, indicou a Força Aérea. O teste será o quarto efetuado da base californiana este ano com o míssil do tipo Minuteman.

O lançamento ocorre após os EUA terem realizado com sucesso, no domingo (30), um novo teste do seu escudo antimísseis Thaad, no Alasca. Foi o 15º teste do Thaad que o governo americano executou com sucesso.

_____________________________________________________________________
MAIS SANÇÕES

A Casa Branca informou que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta quarta-feira, (2/8) novas sanções contra a Rússia.

Projeto de lei nesse sentido foi aprovado pelo Congresso norte-americano na semana passada, como punição ao governo de Moscou pela suposta interferência do Kremlin nas eleições presidenciais americanas de 2016, pela anexação da Crimeia pela Rússia (antes território ucraniano) e também pelo apoio do governo de Vladimir Putin ao presidente sírio Bashar al-Assad.

O texto é um dos mais importantes já enviados até agora pelo Congresso à Trump e foi aprovado por maioria, tanto na Câmara dos Deputados (U.S. House of Representatives) quanto no Senado dos Estados Unidos. Foram aprovadas sanções de ordem econômica, que impõem restrições a empresas russas, e punições a cidadãos russos que tenham cometido violações aos direitos humanos, crimes cibernéticos (ataques hackers) e fornecimento de armas ao governo da Síria.

_____________________________________________________________________
ECONOMIA

Um plano de ação conjunta para aprofundamento da cooperação industrial entre os países que formam os Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) foi assinado nesta quarta-feira, (2/8) durante a reunião dos ministros da Indústria do bloco realizada em Hanghzou, na China. A informação é da ONU News.

A iniciativa, da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (Unido) e dos Brics, quer promover mais desenvolvimento através do intercâmbio industrial e abrange um plano de ação de nove pontos. O objetivo é fortalecer a cooperação entre empresas de pequeno e médio portes que funcionam nesses países.

Este é o segundo encontro dos ministros da Indústria do bloco dos cinco países emergentes. Sob o tema Nova Revolução Industrial, Oportunidades e Desafios na Manufatura, o encontro está sendo realizado antes da próxima reunião de cúpula dos Brics, marcada para os dias 3 a 5 de setembro em Fujian, na China.