NOTÍCIAS NACIONAIS – Ruth Escobar, atriz e empresária Foto – Antonio Milena/Dedoc Morreu na última quinta-feira, 05/10, entre 13h30 e 14h, a atriz Ruth Escobar…

0
85

NOTÍCIAS NACIONAIS

_____________________________________________________________________

CAMPANHA

Como parte da campanha 342 Artes, artistas brasileiros se uniram para gravar vídeos contra o cancelamento da exposição “Queermuseu” pelo Santander Culural, em Porto Alegre, e a polêmica envolvendo a performance “La bête”, no MAM de São Paulo.

Entre os que participaram, estão a atriz Fernanda Montenegro. “Tudo é cultura, inclusive a cultura de repressão. Mas só há um tipo de cultura que realmente constrói um país: a cultura da liberdade”, diz essa. A campanha também conta com Caetano Veloso, Marisa Monte, Cissa Guimarães, Adriana Varejão, Zezé Polessa, Antonio Calloni, Vik Muniz, Marcos Caruso, Alinne Moraes, Ernesto Neto, Luiz Zerbini.

Filha de Fernanda Montenegro, a atriz Fernanda Torres também deu seu depoimento para a campanha. “Eu fui uma criança educada em teatro, e acho que maus tratos a crianças e adolescentes acontecem em ambientes justamente opostos, lugares esquecidos pelo estado, onde as crianças não têm acesso a habitação, a transporte, a saneamento, a saúde, a educação, a cultura e a arte, num ambiente assim a criança fica exposta ao crime”.

_____________________________________________________________________
REGISTRO

Morreu na última quinta-feira, 05/10, entre 13h30 e 14h, a atriz Ruth Escobar.

Ruth sofria de Alzheimer e estava internada havia um mês no Hospital Nove de Julho.

Ela tinha 81 anos e deixa quatro filhos — um quinto já morreu. A informação foi divulgada pela Associação de Produtores de Espetáculos Teatrais do Estado de São Paulo (Apetesp), organização que é proprietária do Teatro Ruth Escobar. O velório foi realizado na tarde, no próprio teatro.

Atriz emblemática do teatro brasileiro, Ruth Escobar era, na verdade, portuguesa. Maria Ruth dos Santos Escobar nasceu na cidade do Porto, em 1935. Ela se mudou para o Brasil ainda menina, aos 15 anos. Aqui, se casou com o filósofo e dramaturgo Carlos Henrique Escobar, com quem embarcou para a França em 1958, para estudar interpretação.

Montou sua companhia de teatro ao voltar para o Brasil, a Novo Teatro, em parceria com o diretor Alberto D’Aversa, e com ela protagonizou Antígone América, texto do marido, em 1962, após algumas experiências de palco, como Mãe Coragem e Seus Filhos, de Bertolt Brecht, em 1960, e Males da Juventude, de Ferdinand Bruckner, em 1961, ambas dirigidas por D’Aversa, de acordo com a Enciclopédia do Itaú Cultural.

Ruth também era bastante envolvida com a produção cultural. Em 1963, abriu o Teatro Ruth Escobar, no Bexiga, região central de São Paulo, com apoio da colônia portuguesa. A estreia se deu com A Ópera dos Três Vinténs, de Bertolt Brecht, texto que depois seria adaptado por Chico Buarque em A Ópera do Malandro. Cinco anos depois, o teatro foi palco de um dos mais tristes episódios da ditadura militar, quando o Comando de Caça aos Comunistas (CCC) invadiu o local, onde se encenava a peça Roda Viva, de Chico Buarque, depredou o cenário e espancou os atores.

Em 1997, a Apetesp, durante a gestão de Sérgio D’Antino, daria início ao processo de compra do teatro, evitando que o mesmo caísse nas mãos da especulação imobiliária.

Em 1964, Ruth circulou com um ônibus pela periferia de São Paulo com o qual apresentou espetáculos como A Pena e a Lei, de Ariano Suassuna. A iniciativa foi chamada de Teatro Nacional Popular e durou um cerca de um ano. Ruth ganhou uma maior notoriedade em 1968, quando reformou uma antiga garagem na Rua 13 de Maio, em São Paulo, para produzir a peça Cemitério de Automóveis, uma adaptação de Victor Garcia para a obra de Fernando Arrabal.

Como produtora, Ruth tomou grandes iniciativas como a criação do Festival Internacional de Teatro na São Paulo de 1974. A proposta sugeria montar apresentações periódicas na cidade com o melhor da produção teatral mundial. Vieram montagens como Time and Life of Joseph Stalin, de Bob Wilson.

Na década de 1980, Ruth Escobar deixou de lado o teatro e apostou na atuação politica, sendo eleita deputada estadual em São Paulo por dois mandatos pelos partidos PMDB e PDT. Ela voltaria ao mundo dos palcos em 1994, de forma mais discreta, trazendo para o Brasil companhias que mesclavam teatro e dança como o Aboriginal Islander Dance Theatre, original da Austrália. Contou sua própria trajetória em Maria Ruth – Uma Autobiografia, livro lançado em 1987.

_____________________________________________________________________
LANÇAMENTO

A Amazonas Press Assessoria & Comunicação, lançou o portal raioxturismo.com.br, que vem com o compromisso de divulgar os principais acontecimentos do trade turístico, com ênfase para a Indústria Hoteleira do Brasil.

O site criado pela jornalista Eny Amazonas Bojar, especialista em turismo, tem projeto assinado pela W Moreira Internet, e apresenta navegação avançada com menus e sub-menus animados, Interfaces com design arrojado e programação interna responsiva.

Mais que notícias e novidades do setor, o Raio x também hospeda as três primeiras edições da série de estudos Raio x da Hotelaria Brasileira. De acordo com a Editora, Eny, a Equipe Raiox já está preparando a 4º edição do Estudo, que vai abordar a evolução do setor nos últimos 10 anos.

A Tv Raiox, em fase de implantação, também promete surpreender o mercado com diferentes tipos de reportagens.

A previsão de lançamento da 4º edição do Estudo Raio x está prevista para 2018.

_____________________________________________________________________
MORTES

Pelo fim do zoológico de Sergipe: contra as mortes e os maus tratos aos animais

Em pouco mais de dois anos, três animais de grande porte morreram no zoológico do Parque da Cidade (o urso, a leoa e a onça-pintada). Em outubro de 2016, a administração do local alegava o número de 456 bichos. Em janeiro deste ano, 342.

As irregularidades do zoológico de Sergipe são muitas e abarcam, também, a saúde dos funcionários do zoológico, dos visitantes e da população local. Não há questões morais, jurídicas e éticas que justifiquem a permanência do zoológico. É preciso fechar o local, mas sobretudo, é necessário enviar os animais para santuários.

A falta de assistência à saúde, os recintos inadequados, a ausência de segurança e a carência de recursos financeiros para necessidades básicas dos animais – como alimentação, medicamentos, exames e procedimentos médicos – são só algumas das explicações para essa triste realidade.

A história é muito antiga. Em Aracaju, o zoológico do Parque José Rollemberg Leite é retrato do abandono e do descaso do poder público do Estado. Nele, alheios à empatia humana, animais são vítimas da inércia da sociedade e resistem às condições de maus tratos, tortura e sofrimento.

Frequentemente, animais são vistos feridos, inquietos, sozinhos ou esmorecidos e foi rara a época em que o estabelecimento não tivesse semelhantes antecedentes. Há muito, os maus tratos são divulgados pela Organização Não-Governamental Educação e Legislação Animal (ONG Elan).

De acordo com a ONG, vários animais estão com comportamentos que revelam stress profundo. Outra denunciante também já relatou a ocorrência de negligência e violência e expôs condições precárias para o convívio animal, além de casos como jaulas pequenas e alimentação deficitária.

Fundado há 32 anos e administrado, atualmente, pela Emdagro (Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe), o estabelecimento ainda não possui registro no Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF) ou no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA).

Há 15 anos, em 2002, o IBAMA já havia encaminhado um parecer atestando a situação irregular do lugar e determinado ao zoológico que apresentasse, com urgência, um parecer favorável da Administração Estadual do Meio Ambiente (ADEMA) para a obtenção de seu registro no IBDF.

O fato se torna até curioso porque, em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal e pelo Ministério Público do Estado de Sergipe, não só a administração do zoológico é ré, mas são acusados também o IBAMA, o Governo do Estado e a administração do Parque (ADEMA).

Incumbe ao poder público, segundo a Constituição Federal, o dever de proteger a fauna e a flora, sendo vedada toda e qualquer prática que coloque em risco a sua função ecológica, provoque a extinção de espécies ou submeta os animais à crueldade.

Há dois anos, o leão do zoológico chamou a atenção da sociedade e da imprensa sergipana pelo aspecto magro e pela expressão abatida. À época, a administração do estabelecimento garantia que o animal estava nutrido, mas admitia que, no verão, a quantidade de alimento era reduzida.

Mas do que os bichos morrem, afinal? Não há uma única resposta para a questão. A realidade do zoológico é extremamente velada.

_____________________________________________________________________
EDUCAÇÃO

Propor melhorias na educação para preparar uma sociedade mais justa e um país próspero foi o objetivo da 4ª edição do Fórum Nacional de Educação e Inovação.

A revolução do conhecimento, o avanço das tecnologias, a formação e capacitação dos professores e uma educação baseada em pesquisa e inovação foram os temas debatidos durante o evento, realizado pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais e LIDE Educação, que aconteceu na manhã do dia (03/10), no Hotel Hilton Morumbi, em São Paulo.

A 4ª edição do Fórum Nacional de Educação e Inovação contou com o apoio institucional do Instituto Ayrton Senna.

Viviane Senna, presidente do Instituto Ayrton Senna, questionou centenas de líderes empresariais, autoridades, educadores e especialistas presentes sobre quem é o professor e quem é a escola do século XXI, fazendo uma comparação com os séculos passados.

_____________________________________________________________________
MEDICINA

A OBP Medical, líder global entre os desenvolvedores de dispositivos médicos autônomos de uso único para iluminação, anunciou que recebeu aprovação do órgão regulador de saúde do Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), para comercializar o ONETRAC®. Primeiro afastador cirúrgico sem fio de uso único, com fonte integrada de luz de LED e canal de evacuação de fumaça, o ONETRAC fornece acesso, iluminação e exposição ideais de um bolso ou cavidade de tecido durante procedimentos cirúrgicos e reduz o risco desnecessário de contaminação cruzada muitas vezes associado a produtos reutilizáveis.

O ONETRAC está disponível imediatamente por meio dos parceiros de distribuição da OBP Medical no Brasil.

Em sua maioria, os afastadores cirúrgicos — usados para separar e/ou segurar o tecido mole e permitir o acesso sem obstruções a um sítio cirúrgico — são formados por um afastador reutilizável de aço inoxidável e por um cabo de fibra ótica que conecta o dispositivo a uma fonte de luz externa. Os afastadores com fibra ótica já foram associados a ferimentos de pacientes, inclusive queimaduras. Ademais, organizações de saúde atualmente limpam, esterilizam e reutilizam os afastadores e os cabos de fibra ótica após cada procedimento. Além do alto custo e da complexidade associados à manutenção e ao reprocessamento do dispositivo, um conjunto crescente de indícios sugere que, mesmo quando os profissionais de saúde seguem rigorosos protocolos de limpeza e desinfecção, persistem os riscos de contaminação cruzada e infecção devido à limpeza não adequada de partes reutilizáveis.

O ONETRAC está disponível para compra no site www.obpmedical.com. Para obter mais informações sobre o ONETRAC, visite https://obpmedical.com/product/onetrac ou entre em contato com a OBP Medical pelo telefone (978) 291-6853.

Logo – Divulgação

_____________________________________________________________________
ARTIFICIAL

O que o futuro da inteligência artificial e da robótica nos reserva; como avançar de forma a garantir impacto positivo na vida das pessoas. Estes foram alguns dos aspectos abordados pelo Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos (IEEE) na palestra “Como podemos criar sistemas de automação e robótica de forma ética” com Prof. Edson Prestes, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, especialista em robótica e membro sênior do IEEE, durante a Futurecom, evento de telecomunicações, TI e infraestrutura de internet do Brasil, que se encerra hoje.

O mundo passa por uma mudança irreversível: um número crescente de robôs coexistirá junto aos humanos, como assistentes pessoais ou empregados em fábricas. Especialistas afirmam que as leis trabalhistas precisam ser revisadas para, futuramente, garantir empregos às pessoas, supostamente ameaçadas pela chamada “Revolução Industrial 4.0”.

Ph.D. em Ciência da Computação, Professor Prestes afirma que é extremamente importante estabelecer padrões éticos em robótica para desenvolver soluções que assegurem segurança, confiança e bem-estar de todos que entrarão em contato com sistemas do futuro.

IEEE, Institute of Electrical and Electronic Engineers (Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos), é a maior organização profissional dedicada ao avanço da tecnologia para benefício da humanidade. Através de suas publicações amplamente citadas, conferências, padrões de tecnologia, e atividades educacionais e profissionais, o IEEE é a voz confiável em uma vasta variedade de áreas, desde sistemas aeroespaciais, informática e telecomunicações até engenharia biomédica, energia elétrica e equipamentos eletrônicos. Saiba mais em http://www.ieee.org.

_____________________________________________________________________
CRIMES FINANCEIROS

A AML Consulting, especializada em tecnologia e soluções para Gestão de Riscos Reputacional e Legal, e considerada como o maior bureau neste segmento da América Latina, oferece o curso mais avançado de PLD-FT do mercado nacional, atendendo à crescente demanda pela qualificação e atualização dos profissionais que atuam na investigação de crimes financeiros.

O curso aborda aspectos teóricos e práticos para a excelência nas atividades de prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo.

Um dos pontos de destaque é a aplicação de um exercício prático, que consiste na elaboração de um Relatório de Inteligência Financeira (RIF), por meio  da utilização de um sistema de análise de cadastros e transações financeiras, que permite o monitoramento e a detecção de operações e situações atípicas ou suspeitas de lavagem de dinheiro, simulando situações reais de alertas.

Além disso, o treinamento, composto por 40 horas-aula, é dividido em dez módulos e conta com instrutores altamente qualificados de diferentes expertises e campos de atuação do mercado.

O conteúdo programático, cuidadosamente elaborado, contempla diversos temas relevantes, como ações de Due Diligence, Compliance, Lei Anticorrupção e metodologia de Abordagem Baseada em Risco (ABR) – uma das recomendações do Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (GAFI/FATF).

As turmas contam com um número de vagas reduzido para que o acompanhamento educacional seja assertivo e eficaz para todos os participantes.

CURSO:

Quando: 06 a 10 de novembro de 2017

Horário: das 9h às 18h

Onde: Rua Carlos Villalva, 118, 7º andar, Vila Guarani

Inscrições e mais informações pelo telefone: (11) 5013-3390 ou pelo e-mail educacional@amlconsulting.com.br