NOTÍCIAS DE RORAIMA – Ainda é possível concorrer a uma das 85 vagas ofertadas em cursos presenciais de Formação Inicial e Continuada (FIC) do Campus Avançado Bonfim do Instituto Federal de Roraima (CAB-IFRR)…

0
76

NOTÍCIAS DE RORAIMA

ESCUSOS

A movimentação foi intensa pelos lados da Câmara Municipal de Boa Vista, especificamente, no gabinete do vereador WAGNER FEITOZA…

Na segunda-feira, 05/03, era um corre, corre louco. E polícia para todos os lados.

________________________________________________________________________

REGISTRO

O chef BETO BELLINI, que é amazonense, mas reside em Boa Vista foi vencedor do “Mão na Massa”, primeiro reality universitário de gastronomia, realizado pela Unicesumar, no período de 26 de fevereiro a 2/3, em Maringá (PR).

O cozinheiro fazia parte da equipe Manjericão.

________________________________________________________________________

Foi publicado na segunda-feira, dia 5 de março, edital de abertura para o processo seletivo de preenchimento de vagas para a educação profissional técnica de nível médio no curso Técnico em Agropecuária subsequente ao ensino médio na modalidade de Educação a Distância (EaD).

Serão ofertadas 35 vagas, sendo 10 para ampla concorrência e as demais para ações afirmativas.

As aulas ocorrerão no polo da Vila Brasil, sede do Município do Amajari. Para concorrer a uma das vagas, o candidato já deverá ter concluído o ensino até a data de matrícula.

As inscrições deverão ser feitas presencialmente no Campus Amajari (Rodovia Antonino Menezes da Silva, Km 03), no período de 12 a 16 de março, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

O edital do processo seletivo está disponível no link:  http://amajari.ifrr.edu.br/processo-seletivo/cursos-tecnicos-integrados-ao-ensino-medio/ano-2018.1/edital-no-003-2018-2018-1-tecnico-em-agropecuaria-ead-_vila-brasil

___________________________

Ainda é possível concorrer a uma das 85 vagas ofertadas em cursos presenciais de Formação Inicial e Continuada (FIC) do Campus Avançado Bonfim do Instituto Federal de Roraima (CAB-IFRR).

As inscrições vão até esta sexta-feira, dia 9/3, presencialmente, na sede provisória da unidade, localizada na Escola Estadual Argentina Castelo Branco, Rua Rodrigo Pires Figueiredo, n.° 44, no Município do Bonfim.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas das 8h às 12h e das 14h às 18h. Além do formulário de inscrição preenchido, o interessado deverá apresentar o original e a cópia dos seguintes documentos: certificado ou declaração de escolaridade, comprovante de residência, Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento, RG, CPF, Título de Eleitor e o último comprovante de votação ou Certidão de Quitação Eleitoral, e Certificado de Reservista ou de Dispensa de Incorporação (para os candidatos do sexo masculino). Também é necessário levar duas fotos 3×4 (originais e recentes).

Do total de vagas, 30 são para Auxiliar Administrativo, 25 para Operador de Computador e 30 para Assistente de Vendas. Os requisitos para participar do processo seletivo estão listados no Edital 1/GAB/CAB/2018, disponível no site do campus (http://bonfim.ifrr.edu.br/).

Para os selecionados nos cursos de Auxiliar Administrativo e Assistente de Vendas, as aulas serão noturnas, das 19 às 22 horas. Já para os estudantes do curso de Operador de Computador, as aulas ocorrerão no período vespertino, das 14h às 17h.

________________________________________________________________________

BOLETIM ALERR

O projeto de resolução legislativa nº 016/17, de autoria do deputado estadual Valdenir Ferreira (PV), cria medidas de acessibilidade às edificações e instalações, externas e internas, dos prédios da Assembleia Legislativa do Estado de Roraima (ALE-RR).

Conforme o parlamentar, o objetivo da medida é facilitar a vida das pessoas com deficiência física ou com mobilidade reduzida.

A ideia do projeto, que foi apresentado em outubro do ano passado, é adequar os prédios do órgão com a instalação de mais equipamentos, construção de acesso e supressão de barreiras e obstáculos que venham a beneficiar a categoria.

___________________________

Durante audiência pública na manhã de terça-feira, 6/3, na Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR), empresários locais que integram a Federação das Microempresas do Estado (Femicro-RR), trouxeram para a mesa de discussões a falta de segurança pública no comércio, pontuando a violência sofrida pelos microempresários.

Como resultado, foi sugerida durante os debates, a criação de uma delegacia específica para crimes contra o comércio e também de uma secretaria para atender o segmento empresarial. As propostas serão enviadas ao Executivo Estadual.

O presidente da Femicro, Felix Ferreira, entidade que já conta com mais de 8 mil microempreendedores cadastrados, afirmou que o segmento empresarial está ‘agonizando’ com a falta de segurança.

O deputado Brito Bezerra (PP), que também é presidente da Comissão da Indústria, do Empreendedorismo, Comércio, Turismo e Serviços, da Assembleia, foi quem conduziu os debates. Ele explicou que as sugestões que resultaram na indicação da criação da Secretaria e da Delegacia para atender aos empresários, foram demandas trazidas pela Federação e recepcionadas pela Comissão.

Federação – Criada há dois anos, a Femicro-RR é uma entidade integrada ao Sistema Nacional da Micro e Pequena Empresa, que é composta também por Confederações das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Comicros) e Associações das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Amicro), presentes em praticamente todos os estados do país.

 ___________________________

A recepção dos imigrantes que chegam a Roraima proveniente do acentuado fluxo migratório, principalmente de pessoas vindas da Venezuela, país cuja fronteira com o Brasil está distante a 218 quilômetros de Boa Vista, será tema de uma audiência pública nesta quarta-feira, 7/3, a partir das 15h, no plenário Noêmia Bastos da Assembleia Legislativa do Estado de Roraima (ALERR).

A audiência está sendo promovida pela Comissão de Defesa de Direitos Humanos e das Minorias, que é presidida pelo deputado Evangelista Siqueira (PT).

Entidades governamentais e não governamentais foram convidadas para discutir o assunto.