NOTÍCIAS DE RORAIMA – O X Congresso Jurídico de Roraima (X CONJURR) é uma realização do Centro Jurídico de Roraima, em parceria com o Centro Universitário Estácio da Amazônia e a Universidade Federal de Roraima. O tema deste ano trata sobre os “30 anos da Constituição da República”…

0
27

NOTÍCIAS DE RORAIMA

É HOJE

O X Congresso Jurídico de Roraima (X CONJURR) é uma realização do Centro Jurídico de Roraima, em parceria com o Centro Universitário Estácio da Amazônia e a Universidade Federal de Roraima. O tema deste ano trata sobre os “30 anos da Constituição da República”.

O Congresso, na perspectiva do Direito, vai suscitar temas em cinco painéis: “O resgate histórico da Constituição Federal: De Território ao Estado de Roraima”, “Direito Penal e Direito Constitucional”, “Direito do Trabalho e Direito Constitucional”, “Direito Constitucional e Processo” e “Direito Indígena e Direito Constitucional”.

Nos três dias de congresso também vão ocorrer três conferências: “Supremacia ou soberania judicial: De quem é a última palavra?”, “Inovações no Direito Constitucional” e “O papel do STF na concretização dos direitos fundamentais”.

Na programação deste ano, além de painéis e conferências, também acontecerá a apresentação de trabalhos de iniciação científica [25 trabalhos foram inscritos para apresentação. Os 10 melhores serão publicados em Revista científica] e homenagem aos deputados federais  de Roraima que participaram da elaboração da Constituição de 1988.

O evento promovido pelo Centro Jurídico de Roraima (CEJURR), em parceria com o Centro Universitário da Amazônia e UFRR, conta com o apoio de vários parceiros: OAB/RR, CAARR, DPE-RR, Poder Judiciário de RR, AMARR, Damásio Educacional, ABRACRIM-RR, deputado Estadual Oleno Matos, vereador Zélio Mota, vereadora Magnólia Rocha e Grupo Folha de Boa Vista.

Mais informações: 32240312 / 36243572 / 981120925 / 991113888

Programação:

1º dia (10/4)

16h30 – Solenidade de Abertura

17h – 1º Painel – O resgate histórico da Constituição Federal: De Território ao Estado de Roraima

Palestrantes:

Alcides da Conceição Lima Filho (advogado e professor Universitário) – Tema: “Roraima no ordenamento jurídico brasileiro”

Francisco Mozarildo de Melo Cavalcanti (Médico e Deputado Federal Constituinte) – Tema: “A luta para transformar Roraima em Estado”

18h – 1ª Conferência – Pedro Lenza (professor Universitário e advogado) – Tema: “Supremacia ou soberania judicial: De quem é a última palavra?”

2º dia – 11/4

16h – 2º Painel – Direito Penal e Direito Constitucional

Palestrantes:

Bruno Caciano (advogado Criminal e professor Universitário) – Tema: “Direitos e garantias do processo penal na Constituição Federal”

Tendelis Antonio Alves de Barro (professor Universitário) – Tema: “Redução da maioridade penal no Brasil”

Raimundo de Albuquerque Gomes (advogado Criminal e professor Universitário) – Tema: “Métodos ocultos de obtenção da prova penal e o controle epistêmico sobre as interceptações telefônicas como direito constitucional”

Renato Albuquerque (Juiz de Direito/TJRR e presidente de AMARR) – Tema: “Audiência de Custódia e Direitos Humanos”

17h30 – 3º Painel – Direito do Trabalho e Direito Constitucional

Palestrantes:

Luiz Bruno Lisbôa de Bragança Ferro (advogado Trabalhista e professor Universitário) – Tema: “A influência da imigração venezuelana e o trabalho digno”

Rafael Caetano Solek (advogado e professor Universitário) – Tema: “Aspectos constitucionais da reforma trabalhista e seus reflexos no processo do trabalho”

Rozinara Barreto Alves (advogada Trabalhista e professora Universitária) – Tema: “A garantia de melhoria de condição social do trabalhador como direito constitucional face à reforma trabalhista”

19h – 2ª Conferência – Flávio Martins (Coordenador do curso “Direitos Fundamentais” da Universidade Católica do Porto/Portugal) – Tema: “Inovações no Direito Constitucional”

3º dia – 12/4

16h – 4º Painel – Direito Constitucional e Processo

Vaancklin dos Santos Figueiredo (professor Universitário e analista Processo do TJRR) – Tema: “Aspectos Constitucionais da Coisa julgada Administrativa e seus efeitos”

André Paulo dos Santos Pereira (Promotor de Justiça/MPERR e professor Universitário) – Tema: “A administração dialógica”

Fernando Cesar Xavier (professor Universitário) – Tema: “A tese das candidaturas avulsas à luz das normas constitucionais e internacionais”

17h30 – 5º Painel – Direito Indígena e Direito Constitucional

Palestrantes:

Pedro Jesus Cerino (coordenador do curso de Direito da Estácio Amazônia) – Tema: “Direitos Indígenas X Direitos Humanos”

Aluizio Ferreira Vieira (professor universitário e Juiz Titular/TJRR) – Tema: “Os sistemas jurídicos indigenas à luz da CF/88: uma interpretação assecuratória”

Edson Damos Silveira (professor Universitário e promotor Público/MPE-RR) – Tema: “A evolução constitucional dos Direitos Indígenas no Brasil”

Dr. Serguei Aily Franco de Camargo (professor Universitário e assessor Jurídico do MPE-RR) – Tema: “Terras Indígenas como unidades de conservação da natureza”

19h – 3ª Conferência – Marcelo Novelino (professor Universitário e Procurador Federal) – Tema: “O papel do STF na concretização dos direitos fundamentais”

________________________________________________________________________

É SHOW

O Palco Roraima MPB lança um projeto para trazer à Boa Vista shows com grandes artistas nacionais, inicia com a cantora Joanna, no próximo dia 12 de abril, no Teatro Municipal.

O espetáculo inicia às 21h, será com cadeiras numeradas e pré-show de Marcos King.

Os ingressos podem ser adquiridos na Aramis – Mens Wear, localizado na Avenida Getúlio Vargas, 499 – São Pedro.

Mais informações pelos telefones: 98100-7777 ou 98103-1068.

________________________________________________________________________

BOLETIM TJRR

As provas do VII Processo Seletivo para Estágio de Nível Médio do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima foram adiadas e não ocorreram no domingo, 8/4.

De acordo com a Escola do Poder Judiciário de Roraima (EJURR) e a Comissão de Processo Seletivo, o adiamento se deu por razões operacionais e de logística.

A nova data para realização das provas será divulgada no sitio da Ejurr (ejurr.tjrr.jus.br), no dia 13/04, a partir das 14h.

Quase dois mil estudantes da Educação Básica fizeram a inscrição para participar do VII Seletivo do Processo Seletivo para Estágio de Nível Médio no Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. Eles concorrerão a 88 vagas, distribuídas entre as comarcas de Alto Alegre, Boa Vista, Bonfim, Caracaraí, Mucajaí, Pacaraima, Rorainópolis e São Luiz do Anauá.

Aos candidatos aprovados será assegurada, quando da contratação, a percepção de bolsa-auxílio no valor de R$ 546,20 e de auxílio-transporte no valor de R$ 136,40.

________________________________

Iniciou em 3 de abril e vai até 9 de maio o prazo para os eleitores transexuais e travestis solicitarem a inclusão de seu nome social no título de eleitor e no caderno de votação das Eleições 2018, além de atualizar sua identidade de gênero no Cadastro Eleitoral. A solicitação deve ser feita junto aos respectivos cartórios eleitorais.

Nome social é aquele que designa o nome pelo qual o transexual ou travesti é socialmente reconhecido. Já a identidade de gênero estabelece com que gênero – masculino ou feminino – a pessoa se identifica.

De acordo com Kelly Sales, presidente da Associação de Travestis e Transexuais de Roraima, a entidade conta atualmente com cerca de 200 associadas e a expectativa é de que todas compareçam para solicitar a alteração do nome do cadastro da Justiça Eleitoral.

Em Boa Vista já foram registradas algumas inclusões de nome social. Thamires da Silva Nascimento, que é Claudio no registro de nascimento, foi uma das primeiras travestis a comparecer ao Cartório da 1ª Zona Eleitoral em Boa Vista, para solicitar a inclusão do seu nome social no título de eleitor.

A opção pela autoidentificação foi reconhecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em sessão administrativa realizada no dia 1º de março deste ano. No último dia 22, o Tribunal decidiu também que transexuais e travestis podem solicitar a emissão de título de eleitor com seu nome social.

Além de garantir a identificação desejada, o nome social visa assegurar tratamento digno ao eleitor. O nome registrado pelo cidadão constará também das folhas de votação e dos terminais dos mesários nas seções eleitorais, de modo a favorecer uma abordagem adequada à individualidade do eleitor.

Como solicitar

A inclusão do nome social e a atualização da identidade de gênero podem ser feitas no cartório ou posto de atendimento que atenda à zona eleitoral do interessado. Basta apresentar um documento de identificação com foto no ato da solicitação.

Quem optar pela autodeclaração de nome e gênero até 9 de maio, data do fechamento do Cadastro Eleitoral, poderá votar nas Eleições 2018 com seu nome social consignado no título de eleitor e também no cadastro da urna eletrônica e caderno de votação. Já o reconhecimento da identidade de gênero é importante, sobretudo, para os transexuais e travestis que planejam se candidatar. Embora não seja impressa no título, a informação será levada em conta para o cálculo dos percentuais mínimos e máximos de gênero no pleito deste ano, de acordo com a legislação eleitoral.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Transexuais e travestis que perderem o prazo até o dia 9 de maio só poderão registrar seu nome social e atualizar a identidade de gênero após as eleições. O mesmo vale para os eleitores que, porventura, desejarem concorrer nestas eleições e têm interesse em ver sua candidatura contabilizada na cota do gênero – masculino ou feminino – com o qual se identifica.

O registro do nome social independe da atualização da identidade de gênero. O eleitor pode optar por realizar um dos dois ou ambos. O nome social constará do título de eleitor. A identidade de gênero será atualizada apenas no Cadastro Eleitoral, não sendo impressa no documento.

Os travestis e transexuais menores de 18 anos também podem solicitar a inclusão de nome social.

O título de eleitor com nome social terá o mesmo número do título anterior e será entregue com a inclusão do nome social no ato da solicitação.

O nome civil não constará no título do eleitor que fizer uso do nome social. Na verdade, o nome civil será utilizado apenas para fins administrativos pela Justiça Eleitoral, e seu emprego se dará apenas quando estritamente necessário ao atendimento do interesse público e à salvaguarda de direitos de terceiros.

Não podem ser usados como nome social os nomes que possam ser considerados ridículos, degradantes ou que atentem contra o pudor. As restrições visam garantir a identificação correta e o tratamento digno aos eleitores transexuais e travestis.

O eleitor que já tiver incluído seu nome social no título de eleitor poderá voltar atrás nessa decisão.  Nesse caso, é preciso ir a um cartório eleitoral ou posto de atendimento da Justiça Eleitoral para solicitar a revisão. Contudo, apenas os dados alterados até 9 de maio terão reflexo nas Eleições 2018.

Os candidatos que não tiverem atualizado sua identidade de gênero na Justiça Eleitoral até o dia 9 de maio não poderão concorrer por cota de gênero diferente da informada no cadastro. Para compor determinada cota de gênero, o eleitor que pretende se candidatar a um cargo público nas Eleições 2018 deverá indicar o gênero com o qual se identifica até a data-limite de 9 de maio, quando se dá o fechamento do Cadastro Eleitoral.

________________________________

Os 35 partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) têm até o próximo dia 13 de abril para enviar a relação atualizada de seus filiados em todo o país. Essa regra é prevista na Lei nº 9.096/1995, segundo a qual as legendas devem entregar, anualmente, a lista aos juízes eleitorais de cada localidade sempre na segunda semana dos meses de abril e outubro.

A filiação partidária é um dos requisitos para o registro de candidatura a cargos eletivos. Assim, para concorrer, o candidato deverá estar filiado à legenda pela qual pretende concorrer com seis meses de antecedência. As eleições deste ano ocorrerão no dia 7 de outubro, sendo assim, o prazo de filiação é dia 7 de abril.

Além dos nomes dos filiados, a lista deve trazer informações como a data da filiação e o número do título de eleitor de cada um, bem como a seção eleitoral em que aqueles filiados estão inscritos para votar. A lei também delegou à Justiça Eleitoral a função de publicar essas listas e arquivá-las.

Filiaweb

As informações são enviadas eletronicamente por meio do sistema Filiaweb, aplicativo que permite a interação on-line com o Sistema de Filiação Partidária.

Após receber a relação dos filiados, o TSE inicia o procedimento de identificação das duplicidades de filiação partidária, isto é, destaca as pessoas que figuram no sistema como ligadas a mais de uma legenda.

A legislação eleitoral determina que, se a relação de filiados não for enviada pelos partidos até o prazo fixado no provimento da Corregedoria-Geral Eleitoral (CGE), a filiação constante na última relação remetida à Justiça Eleitoral permanecerá inalterada.

O cronograma da CGE prevê a divulgação da relação oficial de filiados a partir do dia 18 de abril, conforme o Provimento nº 4/2018.

A última listagem entregue à Justiça Eleitoral, em outubro do ano passado, está disponível no sistema Filiaweb e contabilizava 16.692.728 eleitores filiados a partidos políticos.

Estatísticas

Uma novidade dos últimos anos é que o TSE mantém atualizada uma área de estatística de filiados. Isso porque, com a informatização dos procedimentos, no momento em que o partido filia ou desfilia um novo membro, ele pode alimentar o sistema Filiaweb, que passa a ser atualizado em tempo real.

Apesar de não ser uma exigência legal, o TSE informa os novos dados de filiados após o fechamento do mês. Ou seja, a cada mês, o TSE informa os dados de filiados atualizados no mês anterior.Os dados de março mostram que o partido com maior número de filiados é o PMDB, com 2.396.880 membros, representando 14% do total de filiados em todo o país.

________________________________________________________________________

BOLETIM IFRR

No mês em que se comemora o Dia Mundial do Livro, celebrado em 23 de abril, a Biblioteca da Escola Estadual Presidente Costa e Silva (EEPCS) realizará uma série de atividades alusivas à data.

A programação faz parte do Projeto Biblioteca Ativa, que foi lançado na quinta-feira, dia 5/4, durante a reunião pedagógica da escola.

Para marcar o lançamento do projeto e comemorar o Dia Mundial do Livro, a escola recebeu dois importantes escritores roraimenses: José Vilela e Marcela Marques que ministraram as palestras sobre a “Importância da Leitura” para os alunos das turmas: 6.° C e 7.° A, B e C, além de divulgarem suas obras literárias para a comunidade escolar.

A palestra do professor e jornalista José Vilela será realizada no dia 25, a partir das 8 horas, no auditório da escola e a palestra da escritora Marcela Marques será no dia 19, a partir das 14h30, na sala de vídeo da escola.

Outra importante atividade será a oficina de Produção de Textos Dissertativos que será ministrada pela professora de língua portuguesa do Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV-IFRR), Aline Ferreira, no dia 26, a partir das 8 horas, para os alunos dos 8.° anos A e B. O IFRR, por meio do CBV, é um dos parceiros da EEPCS na realização de diversos projetos.

Projeto Biblioteca Ativa – O projeto Biblioteca Ativa, coordenado pelas professoras Virginia Albuquerque e Rosaneide dos Santos, começou a ser implementado em 2017 e, neste ano, ainda como um projeto piloto, visa, dentre outros objetivos, transformar a biblioteca em um ambiente agradável, com recursos para o atendimento da comunidade escolar, por meio de atividades pedagógicas e culturais diversificadas e, principalmente, incentivar a leitura e a produção textual.

O projeto prevê o desenvolvimento de um extenso cronograma de atividades, que será implementado durante todo o ano letivo, sempre em parceria com os demais espaços pedagógicos da escola, como Sala de Leitura, Sala de Recursos Multifuncionais, Laboratório de Informática e outros.

________________________________

Foi lançado, na tarde do dia 2, o Edital 2/2018, que trata do processo seletivo simplificado destinado à contratação profissionais tradutores e intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras) para atender à necessidade de excepcional interesse público no Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV-IFRR).

Para concorrer às duas vagas disponíveis de Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras), o candidato deverá possuir graduação ou bacharelado em Letras-Libras, ou graduação mais proficiência em Libras e, nesse caso, entende-se por proficiência a especialização em Libras, o curso avançado em Libras ou o curso de conversação em Libras.

A jornada será de 40 horas semanais para atuar nos ensinos básico, técnico e superior.

As inscrições serão realizadas no período de 9 a 23 de abril, por meio do site certame.ifrr.edu.br

O edital, com todas as normas do processo seletivo, pode ser acessado no link a seguir:

http://boavista.ifrr.edu.br/processo-seletivo/processo-seletivo-profissionais-de-libras/edital-n-o-02-2018-ifrr/view

________________________________________________________________________

BOLETIM ALERR

Parte dos vetos que estava trancando a pauta do Poder Legislativos foi votada pelos deputados durante a sessão ordinária de terça-feira, 3/4. Foram oito mensagens governamentais de veto, sendo quatro rejeitadas, e quatro mantidas. Entre as mensagens do Executivo que foram derrubadas, estão projetos de autoria parlamentar, que beneficiam candidatos de concursos públicos, policiais, produtores rurais, entre outros segmentos.

Mantido – Os vetos governamentais mantidos foram os projetos de lei dos deputados Izaias Maia (Sem Partido), Aurelina Medeiros (PODE), Angela Águida Portella (PSC) e um de autoria do próprio Executivo.

 Retirados de pauta – Duas mensagens governamentais de veto foram retiradas da pauta. Uma delas, o deputado Naldo da Loteria (PSB) pediu vistas; e a outra deixou de ser votada porque o autor do projeto, deputado Gabriel Picanço (PRB), estava ausente na hora da votação.

________________________________

Estão abertas as inscrições para novas turmas de coral e jiu-jitsu, no Abrindo Caminhos do Núcleo da Assembleia Legislativa em Mucajaí. Os interessados podem se inscrever na sede da instituição, localizada na rua Padre Ricardo Silvestre, s/n, no Centro.

________________________________

Moradores do interior do Estado terão na próxima semana aulões de Matemática, destinados a concursos públicos. Ainda existem vagas disponíveis para os concurseiros e as aulas acontecem na terça-feira, 10/4, em Caracaraí, e na quinta-feira, dia 12, em Mucajaí, das 18h às 22h. No município de São João da Baliza será promovido o curso de capacitação ‘A arte de falar em público’, nos dias 12 e 13 deste mês. Todos serão das 18h às 22h e serão realizados nos núcleos da Assembleia Legislativa desses municípios.

Em Caracaraí e em Mucajaí, o aulão será ministrado pela professora Waleska Moura, que explicou que levar esse aulão às comunidades mais afastadas pode fazer a diferença na vida das pessoas.

Em São João da Baliza será ofertado o curso ‘A arte de falar em público’ e a aula será conduzida pelo professor Ademir Barros.

Todos os cursos e aulões oferecidos pela Escola do Legislativo são totalmente gratuitos, incluindo o material didático e com certificado reconhecido em todo território brasileiro. Mais informações podem ser obtidas por meio do 0800 095 0047.

Endereços: o Núcleo da Assembleia em Caracaraí funciona na avenida Presidente Kennedy, nº 1.156, Centro. Em Mucajaí fica localizado na rua Padre Ricardo Silvestre, s/n, Centro. Em São João da Baliza fica na avenida Perimetral Norte (esquina com a avenida João Cristóvão, s/n).

________________________________

A Escola do Legislativo Cursos Preparatórios vai promover o 1º Evento Científico e Cultural da Escola do Legislativo (ECCEL), no próximo sábado, 14/04, das 8h às 21h, na unidade do Silvio Botelho, localizada na avenida Solon Rodrigues Pessoa,1.313. As inscrições estão abertas. No dia haverá uma vasta programação que incluiu nove aulões gratuitos, com cinco diferentes disciplinas, as quais serão ministradas nos três turnos: Direito Constitucional, Direito Administrativo, Português, Raciocínio Lógico e Informática para Concurso. É uma oportunidade ímpar para quem está estudando para concurso público.

Confira abaixo a programação dos aulões:

 

AULÃO DO DIA 14 DE ABRIL DE 2018

 

PERÍODO MATUTINO
ITEM ATIVIDADE HORÁRIO PROFESSOR
01 Aulão de Português 08h30 às 10h30 Cleyton Bonfim
02 Aulão de Informática para Concurso 09h30 às 11h Jozimael Oliveira
03 Aulão de Direito Constitucional 10h30 às 12h Dr. Júnior Vieira

 

PERÍODO VESPERTINO
ITEM ATIVIDADE HORÁRIO PROFESSOR
04 Aulão de Informática para Concurso 14h ás 16h Jozimael Oliveira
05 Aulão de Direito Administrativo 15h às 17h Dr. Andreive Ribeiro
06 Aulão de Português 16h30 às 18h30 Willer Lira

 

PERÍODO NOTURNO
ITEM ATIVIDADE HORÁRIO PROFESSOR
07 Aulão de Raciocínio Lógico 18h às 20h30 Abel Mangabeira
08 Aulão de Direito Constitucional 18h às 20h30 Dr. Júnior Vieira
09 Aulão de Português 19h às 21h Willer Lira

 

________________________________

O Regimento Interno da Assembleia Legislativa é um dos conteúdos comum a todos os cargos oferecidos no concurso público da instituição. As inscrições podem ser feitas na Escola do Legislativo Cursos Preparatórios – unidade Silvio Botelho, localizada na avenida Solon Rodrigues Pessoa, 1.313. Este curso é específico para o concurso público da Assembleia, que está com inscrições abertas no site da Funrio (www.funrio.org.br).

Iniciando na segunda-feira, 09/04, no horário de 18h as 22h, o curso será ministrado pelo professor Daniel Anjos, terá carga horária 16 horas e as demais aulas acontecerão nos dias 11, 13 e 16 deste mês. Até as 12h de hoje já haviam inscritos 150 pessoas. Daniel é diretor de Assistência e Controle do Processo Legislativo, setor que trabalha diretamente com o Regimento Interno.

A necessidade de conhecimento nesta área pode ser fundamental na aprovação do concurso.

________________________________

O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado Jalser Renier (SD), esteve reunido no final da manhã de quinta-feira, 5/4, com profissionais beneficiados pelo projeto de lei do Executivo que altera a Lei 984/2014, que trata do PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações) dos servidores da Saúde.

Jalser fez o autógrafo da aprovação, e a proposição, aprovada essa semana pelos deputados estaduais, seguiu para sanção do Governo do Estado.

A alteração é referente a instituição da GPAC (Gratificação Permanente de Atividade Complexa), que será destinada aos ocupantes de cargos de Cirurgião-Dentista, na especialidade em cirurgia e traumatologia bucomaxilofaciais. Jalser Renier explicou que o projeto de lei foi acatado por todos os deputados.

________________________________________________________________________

PARCERIA

Inicialmente pensada para profissionais da área da saúde, desde maio de 2016, o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil em Roraima (Sicoob UNIBV) se tornou de livre admissão de associados.

Com pouco mais de 700 cadastrados, movimentou aproximadamente R$ 12 milhões em operações de crédito em 2017.

Buscando aumentar ainda mais a oferta de crédito e o número de associados, será firmado o termo de cooperação técnica para trabalhar a divulgação do Sistema Sicoob por meio de intercooperação. O documento será assinado entre a Sindicato e Organização das Cooperativas do Brasil em Roraima (OCB/RR) e a Sicoob UNIBV.

Em reunião realizada na quinta-feira (05/04), na sede da OCB/RR, representantes da Sicoob UNIBV e da Sicoob de Goiás – a maior do Brasil com mais de 100 unidades de atendimento e 70 mil cooperados – apresentaram o sistema de operação de créditos e as vantagens da livre admissão de associados, como geração de trabalho e renda que fortalecem a economia local.  A meta é audaciosa: chegar a todas as 70 cooperativas que hoje são registradas em Roraima e que possuem mais de 27 mil cooperados, muitos deles aptos a oferta de crédito.

VANTAGENS – As cooperativas oferecem várias vantagens quando comparadas às instituições financeiras tradicionais. A pessoa que ingressa não é cliente, mas sim associado e como tal tem obrigações e direitos, participando das gestões das cooperativas, produtos e serviços em condições mais atrativas, surgindo como alternativa viável para pequenos, médios e grandes empresários com recursos mais baratos e produtos e serviços bem atrativos.

Qualquer pessoa pode se tornar sócia de cooperativa. Basta apenas ingressar com valor mínimo de cota de capital. No caso da Sicoob, a cota mínima é de R$ 20. Uma das vantagens é que, enquanto o cheque especial fica em média 11% ao mês nos grandes bancos, nas cooperativas é de 5,5%. O crédito pessoal é um terço do valor. Nas cooperativas a média é 2,1% ao mês.

 NÚMEROS – Para 2018, os números devem continuar em alta. O Banco Cooperativo do Brasil (Bancoob) estima crescimento de pelo menos 10% nos negócios, o que mostra o descolamento do sistema da crise econômica brasileira. E as cooperativas, que tiveram origem no setor agrícola – caso da Sicredi, que tem mais de 100 anos –, agora se espalham por todos os setores. O contingente tem feito as instituições crescerem em ritmo acelerado. Na média, 20% ao ano – acima dos 16% que foram registrados pelos grandes bancos ou dos 11% de avanço dos bancos médios. Em uma cooperativa de crédito há todos os serviços e produtos oferecidos por bancos comerciais, como consórcios, poupança e financiamento rural.

 SICOOB – O Sicoob é o maior sistema financeiro cooperativo do país com mais de 4 milhões de cooperados e 2,6 mil pontos de atendimento, distribuídos em todo Brasil. É composto por cooperativas financeiras e empresas de apoio, que em conjunto oferecem aos cooperados serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, meios eletrônicos de pagamento, dentre outros.

________________________________________________________________________

LANÇAMENTO

Fluvia Lacerda atualmente mora em Nova York e está no Brasil para a turnê do seu livro “Gorda não é Palavrão: Como ser feliz gostando do seu corpo como ele é”, da editora Companhia das Letras. Após sucesso em São Paulo, a modelo desembarca neste sábado (7), no Roraima Garden Shopping, para uma sessão de autógrafos.

Quem acompanha a vida pública da modelo plus size mais bem paga do mundo sabe do amor dela por Roraima. Fluvia passou parte de sua vida no Estado, dos 2 aos 16 anos, mais especificamente, e inclusive escolheu o rio Branco como local de ensaio para Playboy.

No livro “Gorda não é Palavrão: Como ser feliz gostando do seu corpo como ele é”, Fluvia compartilha a experiência de vida, em como saiu do anonimato e chegou ao universo da moda. Outra proposta da autora é empoderar todas as mulheres a serem o que são e a não viverem somente por aparência.

O bate papo e a sessão de autógrafos começarão às 19h, na Praça de Eventos, localizada na entrada principal do Shopping. O Roraima Garden fica na avenida Ville Roy, bairro Caçari, zona Leste de Boa Vista.

________________________________________________________________________

RECURSOS

O município de Rorainópolis será contemplado com duas grandes obras na área da saúde, neste primeiro semestre de 2018, com investimentos previstos em mais de R$ 6,9 milhões.

Os recursos alocados são provenientes das emendas do deputado Remídio Monai (PR), que foram direcionados ao Fundo Estadual de Saúde para construção do bloco da maternidade do Hospital Regional Sul Ottomar de Sousa Pinto e do Centro de Especialidade Médica, além da aquisição de equipamentos hospitalares em Rorainópolis.

No sábado (7/4), foi realizada, na sede do município, as 9 horas, a solenidade de apresentação da maquete da nova estrutura a ser construída.

________________________________________________________________________

NOTA

Em respeito a todos os cidadãos roraimenses e aqueles que sempre confiaram no meu trabalho, informo que não serei candidato à reeleição no próximo pleito eleitoral. É oportuno esclarecer os motivos que me levaram desistir da vida pública.

O Brasil vive hoje uma instável conjuntura política, diante dos recorrentes escândalos de corrupção. O desgaste da classe política potencializa o descrédito, gera frustações e desmotiva a todos que, assim como eu, entendem a política como um valioso instrumento de transformação da sociedade. Nesse sentido, por não concordar com o sistema político vigente é que me fez pensar em interromper atuação política. Sou um empreendedor, que construí uma trajetória em cima de valores sólidos e muito me orgulho em ser ficha limpa e de ter o nome limpo.  Como empresário, conquistei espaços com a força do trabalho e é esse o caminho que quero manter. Outro fato determinante é a família, decidi ficar mais perto de todos, esposa, filhos e irmãos. Esses fatores substanciaram a minha decisão de sair do cenário político e de voltar a ser apenas um empresário, um pai de família e um cidadão que se preocupa com o seu Estado e com o seu país. No entanto, reforço meu compromisso e respeito com a população de Roraima. Na Câmara Federal, busquei a unidade de todos, entorno das questões macrorregionais, me engajei e continuo lutando em prol do desenvolvimento socioeconômico da Região Norte.

DEPUTADO FEDERAL REMÍDIO MONAI (PR-RR)