ENTREVISTA – JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR

0
592

JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR, natural de Mossoró (RN), 39 anos, casado, é espírita, sagitariano, torce pelo Flamengo, é servidor público. Começou a trabalhar desde os 15 anos numa videolocadora. Depois foi trabalhar numa livraria, como vendedor. Ingressou na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, para cursar Licenciatura/Bacharelado em História. Foi professor em escolas públicas e particulares na disciplina de História. Em seguida, veio morar em Roraima, onde prestou concurso público para a Polícia Civil, sendo aprovado e já faz 14 anos que labuta. Também é formado em Direito. Atualmente trabalha ainda como voluntário nos seguintes projetos: Mediação, Projeto Abraçar (palestra de prevenção nas escolas e nas comunidades indígenas) e faz parte da diretoria da Associação dos Moradores do Bairro Suapi – AMBS.

TR – A melhor coisa que aprendi com meus pais… A humildade.

TR – O que o senhor pode dizer que seja uma atitude tipicamente sua… Ser otimista.

TR – A quem o senhor deve uma desculpa ou perdão?

JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR – A quem eu tenha de certa forma ofendido.

TR – Quem merece um muito obrigado?

JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR – Meu cônjuge.

TR – Inteligência é… Sabedoria.

TR – Alegria é… Felicidade.

TR – Mexa comigo, mas não mexa com… Minha família.

TR – Em 5 anos quero estar… Não sei.

TR – Pacaraima é… Uma cidade boa de morar.

TR – Justiça rima com… Direitos.

TR – Quais são os projetos que o senhor está envolvido no momento?

JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR – Projeto de Mediação e Projeto Abraçar.

TR – O senhor poderia falar sobre cada um deles?

JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR – O Projeto Mediação é voltado para a elucidação de problemas envolvendo pessoas. E o Projeto Abraçar é direcionado a levar o conhecimento de assuntos preventivos em diversas áreas.

TR – Quais dessas experiências mais motiva o senhor a continuar engajado nessa luta?

JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR – Fazer o bem ao próximo.

TR – Em sua opinião qual é o melhor grupo alvo para se trabalhar?

JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR – Crianças e adolescentes.

TR – Quais são as maiores dificuldades encontradas pelo senhor para que os projetos sejam viabilizados?

JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR – Não encontro dificuldades. Porque sou do pensamento de basta querer para efetivá-los.

TR – E sobre a Associação dos Moradores do bairro Suapi?

JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR – Estou como presidente e surgiu como uma alternativa para contribuir para o melhor desenvolvimento necessário do bairro.

TR – O senhor poderia deixar uma mensagem a quem gostaria de começar a trabalhar nessa seara voluntariamente:

JOSÉ MARQUES DE LIMA JUNIOR – “É preciso ter em mente sempre dar uma passo de cada vez”.