NOTÍCIAS INTERNACIONAIS – O quadro de Hockney que bateu recorde e, no detalhe, o artista Foto – Reprodução O mundo das artes tem um novo recorde: foi vendido por US$ 90,3 milhões (R$ 341,5 milhões) na quinta-feira, 15/11, em leilão realizado pela Christie’s de Nova York, o quadro “Retrato de um Artista (Piscina com Duas Figuras)”, assinado pelo inglês David Hockney, de 81 anos…

0
46

RECORDE EM VIDA

 

O mundo das artes tem um novo recorde: foi vendido por US$ 90,3 milhões (R$ 341,5 milhões) na quinta-feira, 15/11, em leilão realizado pela Christie’s de Nova York, o quadro “Retrato de um Artista (Piscina com Duas Figuras)”, assinado pelo inglês David Hockney, de 81 anos, e que é homossexual.

O valor é o maior pago até hoje por uma obra de um artista vivo, e está bem acima dos US$ 58,4 milhões (R$ 220,9 milhões) desembolsados há cinco anos pela escultura “Balloon Dog”, do americano Jeff Koons, até então a detentora do título de mais cara nesse sentido.

Hockney começou a fazer sucesso nos anos 1960, porém nem sempre foi considerado um dos favoritos da crítica especializada. Muita gente ainda considera o trabalho dele colorido e realista demais, apesar de que recentemente o artista foi tema de várias mostras em grandes museus do mundo, como as exposições em sua homenagem organizadas neste ano pelo Metropolitan Museum of Art (Nova York) e pelo Tate Modern (Londres).

########################################################

MAUS-TRATOS

Em vídeo ficou registrado o caso aberrante de maus-tratos a animais no município de Madrid, na Colômbia

Uma mulher que dirigia um caminhão na rodovia Bogotá-Medellín arrastava um bezerro amarrado à carroceria do veículo.

O caso ocorreu às 17h30 do dia 1º de novembro no quilômetro 13 da rodovia 80, estrada para a área de Puente de Piedra. Segunda a denúncia, a mulher que conduzia o caminhão de placas UGP 044, ia a mais de 50 quilômetros por hora levando um bezerro amarrado à carroceria, e era evidente como o bezerro se esforçava para manter a velocidade do veículo, mas seu esgotamento o fez cambalear e ele acabou caindo no asfalto, e foi assim arrastado.

Vários motoristas que perceberam a situação buzinaram repetidas vezes, mas a mulher não deu atenção. Outros gritavam de ambos os lados da avenida, até que um motorista de ônibus decidiu cercá-la para obrigá-la a parar.

A mulher e um homem que a acompanhava desceram do caminhão dizendo que não haviam se dado conta do ocorrido, e que tivessem cuidado porque o bezerro era bravo, entre insultos ao casal. Várias pessoas se aproximaram e notaram que suas narinas sangravam bem onde ficava o laço, as pessoas tentavam acalmar o bezerro, mas ele estava bastante assustado e acabou atravessando a estrada e ficou na margem oposta.

Indignados, alguns cidadãos, chamaram a polícia que chegou imediatamente e tomou conta da situação. Confiscaram o animal e dizendo que seria examinado por um veterinário. Enquanto isso, os donos do animal responderão por acusações de maus-tratos a animal perante às autoridades.

########################################################

POÇO

Foto – Divulgação

Bill Cosby, que já foi o astro mais bem pago de Hollywood, precisou se desfazer recentemente de alguns quadros de sua coleção de arte para pagar os advogados que o defenderam no processo em que era acusado de crimes sexuais e pelo qual foi condenado, no fim de setembro, a passar de três a dez anos atrás das grades.

O protagonista da sitcom “The Cosby Show”, hit da telinha nas décadas de 1970 e 1980, colocou à venda a tela “The Instruction”, assinada por Thomas Hart Benton, por estimados US$ 8 milhões (R$ 30,6 milhões).

No começo do ano ele já tinha vendido um outro trabalho do artista que tinha em casa, o quadro “Going West”, por US$ 6 milhões (R$ 23 milhões).

O comediante, que chegou a ter uma fortuna de US$ 400 milhões (R$ 1,53 bilhão) em seus anos de glória e perdeu quase toda a grana, cumpre pena atualmente em uma penitenciária da Pennsylvania depois de ser classificado como um “predador sexual violento” pela justiça americana.

########################################################

INSCRIÇÕES

A Fundação do Conhecimento Mohammed Bin Rashid Al Maktoum (MBRF – Mohammed Bin Rashid Al Maktoum Knowledge Foundation) anunciou que as inscrições para a quinta Cúpula do Conhecimento já estão abertas e podem ser feitas através do website do evento em https://knowledgesummit.org/.

Sob o patrocínio de Sua Alteza Xeique Mohammed bin Rashid Al Maktoum, vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos (EAU), soberano de Dubai, e diretrizes do presidente do conselho da MBRF, Sua Alteza Xeique Ahmed bin Mohammed bin Rashid Al Maktoum, a cúpula deste ano será realizada em Dubai, em 5 e 6 de dezembro, com o tema “A Juventude e o Futuro da Economia do Conhecimento” (“Youth and the Future of the Knowledge Economy“).

A cúpula de 2018 irá cobrir uma variedade de tópicos, entre os quais: investimento em conhecimento; capital do conhecimento; papel da economia do conhecimento na habilitação de cidades inteligentes do futuro; como transformar as sociedades árabes de consumidores de conhecimento em produtores de conhecimento e o papel das leis e da legislação na capacitação da economia do conhecimento.

A cúpula também irá lidar com dados e sua contribuição para a economia do conhecimento, bem como com os papéis da educação e da economia islâmica no setor, além da localização do conhecimento e seus efeitos na exploração do espaço.

Os resultados do Índice Global do Conhecimento de 2018 também serão apresentados na Cúpula. O índice foi criado em parceria com o UNDP, como uma ferramenta de medição que rastreia o conhecimento no mundo. Entrementes, os vencedores da quinta edição do Prêmio Conhecimento Mohammed Bin Rashid Al Maktoum, que reconhece pioneiros do conhecimento no mundo, bem como os vencedores da primeira rodada do desafio “Analfabetismo no Mundo Árabe”, serão homenageados no evento.

A Cúpula do Conhecimento de 2018 reúne mais de 100 palestrantes, incluindo especialistas, tomadores de decisão e outros interessados de todo o mundo, em mais de 45 painéis de discussão. A escolha do tema da Cúpula do Conhecimento de 2018 reitera o compromisso da MBRF de sincronizar a cúpula com as estratégias do governo dos EAU, que buscam consistentemente empoderar e engajar a juventude nos planos nacionais de desenvolvimento.

########################################################

STATUS

Vão-se os casacos de pele e os carrões: o novo símbolo de status em Nova York é ter um cachorro de 100 quilos ou um animal exótico como lhama, porco ou pavão

Dexter era mais um nova-iorquino como milhões de outros: pavoneava quase que diariamente no Instagram, onde publicava fotos de si mesmo em todas as situações. Dexter no metrô. Dexter na Broadway. Dexter no rooftop de um hotel, em meio a uma festa descolada.

Mas, diferentemente de milhões de nova-iorquinos, Dexter pavoneava de verdade nas redes sociais. O dono do perfil de Instagram, seguido por Rihanna e mais dezenas de milhares de pessoas, era um pavão de estimação, que saiu na coluna social do jornal The New York Times, na Vanity Fair e na Vogue americana, antes de ser convidado a fazer propaganda de uma rede de mercados e uma grife.

Dexter não está sozinho na cidade mais rica do mundo: uma onda de pets selvagens assola Nova York. Quem faz compras nas butiques de rua do Soho, por exemplo, está sujeito a cruzar com um porco selvagem de 80 quilos saindo da Chanel local. Caso o turista trombe com o bicho, não precisa correr. É só chamar por seu nome, Ryan Gosling, que ele vem correndo, garante seu dono, o agente literário Bill Friedrich. Antes de Ryan, que ronca enquanto arrasta o corpo malhado em preto e branco, Friedrich tivera três cachorros pug.

“Ele é um animal lindo. Chama a atenção e também é bem afetuoso”, diz o homem, que usa óculos vermelhos e lenços de marcas como Hermès e Etro nos passeios pelo bairro com o bicho, que comprou pela internet. Steven Tyler, o vocalista do Aerosmith, fica em um hotel perto do Soho quando vai à cidade, e pede que a suíte seja adaptada para receber bem seu guaxinim de estimação. Esse mamífero carnívoro é o terror de quem mora em Nova York: há avisos em praças e parques de que os racoons, como são chamados em inglês, podem atacar e transmitir raiva. Mas Tyler não parece ter tido desavenças com o seu, que encontrou filhote nas ruas da cidade.

Isso sem contar os tantos outros que passam batidos de queixas. A ilustradora gráfica e diretora de arte Susybee tem um galo no seu apartamento térreo de três quartos no Upper West Side, a dois quarteirões do Central Park. “Fomos visitar uma amiga que mora numa chácara a uma hora de Nova York e ela nos deu um pintinho de presente, como brincadeira. A gente tinha bebido um pouco no almoço.” A artista acabou pegando apego. “Ele é amoroso. Sei que não parece, mas é como um gato: independente e ao mesmo tempo carinhoso.” O bicudo quase nunca canta, diz sua dona. Mas, pelo sim, pelo não, ela mandou instalar isolamento acústico em todas as paredes do apartamento. “Eu entenderia se um vizinho reclamasse.”

########################################################

É FOGO!

Cavalo se esconde em piscina para fugir de incêndios na Califórnia

O incêndio de Camp Fire, no norte da Califórnia já causou a morte de 65 pessoas, deixou mais de 600 desaparecidos e destruiu grande parte da cidade de Paradise.

O governo local ordenou a evacuação da região, mas muitos animais não tinham para onde fugir e morreram. Um cavalo conseguiu se salvar do fogo. Para isso, ele se escondeu em uma piscina. O caso aconteceu na última quarta-feira (14).

Jeff Hill, o dono da casa, se espantou quando chegou e encontrou o visitante inesperado. Hill ajudou o animal que tinha um “olhar de derrota” a sair da piscina. O cavalo tremia muito, segundo ele.

Ainda não se sabe como o cavalo chegou na piscina ou quanto tempo ele passou ali, mas o animal apenas conseguiu se salvar porque a lona que cobria a piscina impediu que ele caísse de vez e se afogasse.

Depois do resgate o cavalo ainda permaneceu na propriedade por um tempo, agradeceu aos moradores e foi embora.