NOTÍCIAS DE RORAIMA – O livro Éxodo Venezolano: Entre el Exilio y la Emigracion, publicado em 2018 e distribuído gratuitamente na internet traz um conjunto de artigos que tratam do processo migratório de parte da população venezuelana em vários países, permitindo uma reflexão das origens das crises migratórias, na perspectiva do debate político, social e econômico atual que gera impactos nestes países…

0
49

TRADIÇÃO

O pão mais tradicional e delicioso de Boa Vista… Quiça de Roraima. Para mais informações basta acessar o banner do estabelecimento no site TribosdeRoraima

########################################################

TRADIÇÃO II

Para pedidos basta ligar: (95) 9811102547

Os chefs gourmets PARIMÉ BRASIL FILHO (Hakone Pizzaria) e RICHARD BARBOSA MENDES (Pittas Gourmet)

########################################################

FESTANÇA

########################################################

BOLETIM UFRR

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da Universidade Federal de Roraima (PROCISA/UFRR) publicou o edital de seleção para a turma 2019 do mestrado profissional em Ciências da Saúde. Ao todo serão oferecidas 19 vagas. O edital está disponível na página do PROCISA.

As inscrições ocorrem no período de 14 de janeiro a 04 de fevereiro, no horário das 08h30 às 11h30 e 14h30 às 17h30, na Secretaria do PROCISA ou por SEDEX. O valor da taxa de inscrição será de R$ 150,00. Interessados em solicitar a isenção da taxa poderão efetuar o pedido entre os dias 14 a 18 de janeiro.

O mestrado compreende áreas de concentração em Gestão de Sistemas de Saúde e Modelo de Atenção e Vigilância em Saúde. Com quatro linhas de pesquisa, sendo elas: Saúde, Educação e Meio Ambiente; Política, Gestão e Sustentabilidade de Sistemas e Programas de Saúde; Diversidade Sociocultural, Cidadanias e Modelos de Atenção à Saúde; e Vigilância Epidemiológica e Indicadores de Agravos à Saúde na Fronteira Pan- Amazônica.

O processo de seleção será composto por duas etapas, sendo a primeira eliminatória, por meio de prova escrita. E a segunda, classificatória realizada por análise de curriculum lattes.  O resultado final está previsto para o dia 23 de março.

As aulas serão ministradas de segundas às sextas-feiras, no turno diurno, podendo também ocorrer, excepcionalmente, aos sábados, conforme calendário específico do PROCISA.

Mais informações: (95)3623-5236 Coordenação do Mestrado Profissional em Ciências da Saúde.

 ###################################

O livro Éxodo Venezolano: Entre el Exilio y la Emigracion, publicado em 2018 e distribuído gratuitamente na internet traz um conjunto de artigos que tratam do processo migratório de parte da população venezuelana em vários países, permitindo uma reflexão das origens das crises migratórias, na perspectiva do debate político, social e econômico atual que gera impactos nestes países.

Dentre os artigos sobre a temática, há um que trata da “Imigração venezuelana no Brasil: perfil sociodemográfico e laboral”, de autoria dos professores Gustavo da Frota Simões, da Universidade Federal de Roraima; Leonardo Cavalcanti, da Universidade de Brasília (UnB) e Observatório das Migrações Internacionais (OBMigra/Brasil) e; Antônio Ribeiro de Oliveira, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e também do OBMigra/Brasil.

O texto visa analisar o perfil sociodemográfico e laboral dos imigrantes venezuelanos em Roraima, principal porta de entrada e destino da imigração venezuelana no Brasil.

Na introdução do artigo, os autores contextualizam que a Venezuela atravessa uma crise econômica e política, com impactos sociais que necessita de múltiplos olhares das pessoas interessadas na compreensão mínima das complexas causas deste fenômeno. “Os resultados da pesquisa aqui apresentados são pioneiros no Brasil. Trata-se de uma pesquisa descritiva conclusiva ocasional com método de coleta de dados de comunicação pessoal”.

A pesquisa revela, dentre outros dados, que a maior parcela das pessoas que chegam ao estado de Roraima é de solteiros, com 53,8% do total de entrevistados, sendo 56,4% homens e 49,4% mulheres. Com relação à escolaridade, diz o texto que “os migrantes venezuelanos em Boa Vista apresentam altos índices de educação formal. Desses, 28,4% do total possuem ensino superior completo, somados aos 3,5% que possuem Pós-Graduação, esse percentual sobe para 31,9% de migrantes que possuem pelo menos ensino superior completo”.

O artigo traz análises qualitativas e quantitativas, demonstrando que o aumento da imigração venezuelana é percebido de diferentes formas. “Em primeiro lugar, pelos diferentes discursos da mídia, político, acadêmico, entre outros. Em segundo lugar, pela visibilidade, especialmente da população indígena da etnia warao, nas cidades de Pacaraima e Boa Vista”.

Ainda na análise, os autores consideraram outro demonstrativo que são os dados estatísticos institucionais, como o número de solicitantes de refúgio venezuelanos, que saltou de 280 em 2015 para 11.083 até abril de 2018. “Além das solicitações de refúgio, outra modalidade utilizada para regularização dessa migração foram os pedidos de residência: 106, em 2015; 121, em 2016; 4.955, em 2017 e; 4.268 até abril de 2018. Para os autores a maioria dos venezuelanos solicitou refúgio em Roraima, nos anos de 2016 a 2018.

“Interessante destacar que há muitas pessoas oriundas do Estado Bolívar (26,3%), mas também há uma parcela significativa de pessoas vindas de Caracas (15,4%), Monagas (16,3%), Anzoátegui (13,1%) e Carabobo (7,4%), regiões essas mais afastadas da fronteira entre o Brasil e a Venezuela”, diz no texto do artigo, considerando 24 províncias venezuelanas identificadas.

########################################################

BOLETIM ALERR

A Assembleia Legislativa de Roraima, em sessão de instalação na quarta-feira (9/1), criou a comissão especial externa para apreciar os nomes e analisar os critérios para preenchimento da vaga de conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado), em decorrência do falecimento de Essen Pinheiro em janeiro de 2018.

A comissão especial é presidida pelo deputado Jalser Renier (SD), e formada ainda por Lenir Rodrigues (PPS), Evangelista Siqueira (PT), Neto Loureiro (PMB) e Betânia Medeiros (PV). A reunião ocorreu na sala de reuniões da Assembleia Legislativa de Roraima. O edital foi lido, avaliado e será publicado pela Mesa Diretora nos próximos dias.

Conforme o superintendente Legislativo, Júnior Vieira, o grupo apreciará a escolha do novo conselheiro do TCE devido à vacância do cargo.

Entre os critérios para assumir o cargo, é preciso ter entre 35 a 65 anos, ser brasileiro, ter idoneidade moral e reputação ilibada, ter mais de 10 anos de atividade profissional nas áreas jurídicas, econômicas, de administração pública e contábeis.

###################################

Caso um cliente opte por devolver um medicamento por não querer mais o produto ou por necessidade de interrupção do tratamento, a farmácia não tem a obrigação de aceitar a devolução. Já no caso de remédios controlados, essa devolução é proibida pelas normas sanitárias. Esta foi uma das orientações repassadas pelo Procon Assembleia durante o I Encontro de Líderes Pague Menos, em uma palestra sobre política de troca, realizada na noite de quarta-feira, (9/1).

Conforme o gerente geral da rede de farmácias Pague Menos em Boa Vista, Sandro Lobo, é comum que os clientes e os próprios lojistas tenham dúvidas, por isso a solicitação do órgão de defesa do consumidor da Assembleia Legislativa, para levar esclarecimentos aos funcionários.

Sandro ressaltou que muitos clientes não entendem normas relacionadas à política de troca, como por exemplo, da devolução de medicamentos controlados.

PALESTRA – De acordo com a diretora do Procon Assembleia, Eumária Aguiar, a rede de farmácias já tem a sua política de troca. O papel do Procon Assembleia foi reforçar a norma e esclarecer dúvidas.

Essa foi a primeira palestra ministrada pelo Procon Assembleia em 2019. Para o decorrer do ano, Eumária enfatiza outras ações.

O Procon Assembleia está localizado na rua Agnelo Bittencourt, 216, Centro. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30. Mais informações pelo telefone no 4009-4838, 0800-095-0047 ou ainda pelo email proconassembleia@al.rr.leg.br.

###################################

Faltando um mês para aplicação das provas do concurso público da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Escola do Legislativo – Unidade Silvio Botelho oferece um aulão intensivo a partir das 14h deste sábado (12/1). A revisão contará com disciplinas de raciocínio lógico e legislação especial.

Ao notar a grande procura da comunidade pelo preparatório, a escola realizará aulas aos sábados até às vésperas da prova, aplicada no dia 3 de fevereiro.

A programação é aberta para a comunidade, com oferta de 200 vagas. As inscrições podem ser feitas na Escola do Legislativo até o dia do evento, de forma gratuita. Os interessados devem apresentar um documento original com foto. A instituição fica na rua Sólon Rodrigues Pessoas, nº 1.313, no bairro Silvio Botelho, e funciona das 8h às 22h.

Neste sábado, serão ofertadas as disciplinas de raciocínio logico, das 14h às 16h, e legislação especial, das 16h às 18h. Para melhor acompanhamento das aulas, os participantes receberão o material de forma gratuita. Mais informações podem ser obtidas diretamente na escola ou pelos telefones 98402-3402 e 0800 095 0047.

PREPARATÓRIO – A Escola do Legislativo – Cursos Preparatórios, Unidade Silvio Botelho, retomou as atividades após o recesso dando continuidade a cursos preparatórios para os concursos públicos da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal, ofertados desde o fim do ano passado.

Apesar de as aulas já terem iniciado, ainda há vagas para as turmas regulares durante a seman. O preparatório da Polícia Civil tem turmas pela manhã, das 8h às 12h, e à noite, das 18h às 22h. Já as aulas para a Polícia Rodoviária Federal são ofertadas à tarde, das 14h às 18h.

########################################################

VERBA

Em mais uma articulação com o Ministério da Saúde, o deputado Hiran Gonçalves (Progressistas/RR) conseguiu a liberação imediata de R$ 5 milhões para compra de medicamentos para atender todos os hospitais do estado.

O anúncio foi feito pelo parla­mentar em sua rede social. Outra boa notícia é o investimento de R$ 1 milhão para aquisi­ção de equipamentos para a maternidade do Hospital de Boa Vista.

Vivendo uma crise de gestão iniciada no último governo estadual e agravada com a constante chegada de imigrantes venezuelanos que já passam de 60 mil, os serviços públicos de Boa Vista e cidades como Pacaraima, porta de entrada dos venezuelanos, estão à beira do colapso.

A saúde está sendo impactada diretamente não apenas com a chegada diária de mais usuários e pacientes, mas também com a falta de medicamentos e insumos.

Ao longo do ano, entidades médicas de Roraima repudiaram a possibilidade da vinda de novos profissionais de saúde para o Estado, com a justificativa de que o efetivo não consegue mais suprir a demanda. A medida havia sido tomada após visita da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) com objetivo de efetuar levantamento das áreas mais necessitadas de pessoal.

O Conselho Regional de Medicina de Roraima (CRM-RR) e o Sindicato dos Mé­di­cos do Estado de Roraima (Simed-RR) declararam que não se poderia atribuir os proble­mas na saúde, tanto nacional, quanto estadual e municipal, ao número de profissionais.

Para o Conselho, o profissional seria tão vítima da atual condição da saúde pública no Brasil quanto qualquer cidadão que paga seus impostos e o que estava faltando na saúde pública do estado não era pessoal, mas, uma boa gestão que garantisse as condições necessárias para o profissional trabalhar.

No caso, a existência de material hospitalar, me­di­camentos, insu­mos, leitos, equipamentos e um plano de carreira para fixar o pro­fissio­nal no interior.