RORAIMA É ASSIM – Foto: Taylor Nunes – CARACARAÍ

0
239

Caracaraí é um município do estado de Roraima.

É o terceiro município mais populoso do estado, com 20.807 habitantes, conforme estatísticas de 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É conhecida por Cidade-Porto por ter o maior movimento fluvial do estado.

Nasceu como um local de embarque de gado para a capital amazonense. Os animais desciam até a Boca da estrada, onde iniciam-se as Corredeiras do Bem-Querer. Ali eram desembarcados e tangidos até um curral no porto municipal, onde eram embarcados ao matadouro de Manaus.

Mercadorias vindas de Manaus e com destino a Boa Vista faziam este caminho em sentido inverso, e isso desenvolveu o lugar.

O município foi criado pela Lei Federal Nº 2.495 de 27 de maio de 1955, com terras desmembradas do município da Capital.

Geografia

Localizada na margem direita do rio Branco, Caracaraí o maior município de Roraima em área territorial, situado na região centro-sul do estado e atravessando-o de leste a oeste. A área do município é pouco maior do que os estados brasileiros do Rio de Janeiro ou do Espírito Santo. Também é maior do que a SuíçaHolandaDinamarcaEstónia ou Butão, possuindo 47.411 km². Seus limites são IracemaCantá e Bonfim a norte, a Guiana a nordeste, Caroebe a sudeste, São João da BalizaSão Luiz e Rorainópolis ao sul e o município, amazonense de Barcelos a oeste.

Clima

O clima, segundo a classificação de Köppen-Geiger é do tipo tropical chuvoso, com os totais anuais de precipitação pluviométrica relativamente elevados, chegando a 2 000 milímetros.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia, desde 1996 a menor temperatura registrada em Caracaraí foi de 17,8 °C em 8 de fevereiro de 2000, e a maior atingiu 38,8 °C em 8 de março de 2016. O maior acumulado de precipitaçãoem 24 horas foi de 132 milímetros (mm) em 9 de junho de 1998. Outros acumulados iguais ou superiores a 100 mm foram: 121,2 mm em 14 de abril de 2016, 120 mm em 26 de abril de 1999, 118 mm em 15 de maio de 2006, 115,4 mm em 19 de junho de 1996, 105 mm em 13 de junho de 2016 e 102 mm em 2 de novembro de 2006. Julho de 2006, com 589,8 mm, foi o mês de maior precipitação.

Bairros

A cidade possui 6 bairros:

  • Centro
  • São Francisco
  • Santa Luzia
  • São Pedro(Bairro da Cer)
  • Srª do Livramento (Livramento)
  • São José Operário (Bairro do Sapo)

Localidades principais

Rio Água Boa do Univini

Segue uma relação de das principais localidades não indígenas do município e suas respectivas populações segundo o Censode 2010.

  • 910 habitantes – Caracaraí (sede)
  • 617 habitantes – Vila Novo Paraíso
  • 180 habitantes – Vila Petrolina do Norte
  • 574 habitantes – Distrito de Vista Alegre

Política

A cidade já foi governada por 22 prefeitos.

A prefeita atual é Socorro Guerra, do PROS, eleita em 2016 para a gestão 20172020

População

A população deste município continua baixa, ao passo que a densidade demográfica também. Apesar disso é a terceira mais populosa do estado.

Segundo o Censo de 2010 a população de Caracaraí era de 18.398 habitantes. Já a população estimada em 2016 era de 20,537 habitantes, o que resulta numa densidade demográfica de 0,43 hab/km².

Economia

A principal atividade econômica é o pescado; o principal mercado consumidor é a capital do Estado de Roraima. Ao mesmo tempo produz-se para autossubsistência a mandioca, arroz, milho, entre outros. E atualmente a prestação de serviços como a construção civil de obras públicas tem sido relevante.

Turismo e Lazer

  • Festival Folclórico de Caracaraí: criado de forma discreta em 2006, hoje um dos eventos que mais movimenta o município é o festival folclórico. Inspirado no famoso festival do boi de Parintins, o evento mostra a disputa entre duas agremiações: Gavião Caracará, representado nas cores Verde e Branco. A agremiação homenageia a Ave predominante no local. E a Cobra Mariana, nas cores azul e branco, trás em seu enredo a história da Lendária cobra grande que mora nos fundos do Rio Branco.
  • Carafolia: Caracaraí oferece o melhor carnaval do estado de Roraima, com apresentações de blocos e rua e muita diversão para os visitantes que vem de todo o estado.
  • Festejo de Nossa Senhora do Livramento: Homenageia a padroeira do municio, contando a história de como o vaqueiro Bernardino foi salvo pelas mãos de nossa senhora de um terrível ferimento causado por um touro, quando a cidade servia apenas como Porto de descarga.

Infraestrutura

Serviços urbanos

O município dispõe de agência de bancos, dos Correiosrede telefônica e estação de rádio-difusão.

Na saúde, existe um hospital público com 25 leitos e vários postos no interior.

Caracaraí é uma comarca da Justiça Estadual e conta com um Fórum: Paulo Martins de Deus. Possui 5 varas: Criminal, Cível, Infância e Juventude, Juizado Especial Criminal e Juizado Especial Cível.

Existem no município 36 escolas de ensino fundamental e 3 de ensino médio, que são a Escola Estadual João Rogélio, Escola Estadual José Vieira Sales Guerra e a Escola Estadual Castelo Branco.

Conta com um sistema de 36 km de rede de distribuição de água. A energia elétrica é distribuída pela Companhia de Eletricidade de Roraima.

Transporte

Aeroporto de Caracaraí possui a quarta maior pista de pouso da Amazônia Ocidental, com 2.500 metros de extensão, concluída pela COMARA – Comissão de Aeroportos da Amazônia, no ano de 2003.

A navegabilidade de Caracaraí a Manaus pelo baixo rio Branco é maior que em outros pontos a Norte (ainda que grandes embarcações tenham dificuldades durante as fortes secas).

As duas maiores e principais estradas federais de Roraima (BR-174 e BR-210 – “Perimetral Norte”) cruzam-se no município, sendo que no trecho de 130 quilômetros entre a sede municipal e a vila de Novo Paraíso as duas seguem sobrepostas. Nas proximidades da cidade há a Ponte José Vieira de Sales Guerra, sobre o rio Branco. O município possui dois pequenos aeroportos, um na sede municipal (asfaltado, 2500m x 80m) e outro em Novo Paraíso (asfaltado). Possui ainda a quarta maior pista de pouso da Amazônia, localizada na entrada do município, as margens da BR-174.

Fonte: Wikipedia